Movelsul Brasil 2018 encerra com 30.284 mil visitantes

Organização comemora a visitação e negócios gerados, mesmo com redução de um dia da feira

Publicado em 16 de março de 2018 | 11:42 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A Movelsul Brasil 2018 reafirmou a relevância para o setor moveleiro nacional com o sucesso da 21ª edição, realizada de 12 a 15 de março, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves. A redução de um dia frente às edições anteriores não prejudicou o desempenho da maior feira de móveis da América Latina para o lojista e o importador e encerrou com 30.284 visitantes profissionais de 33 países.

Para os 246 expositores fica a expectativa de um bom desempenho no ano de 2018 a partir dos negócios fomentados na Movelsul Brasil 2018, que devem ultrapassar os R$ 300 milhões projetados inicialmente pelo Sindmóveis Bento Gonçalves, entidade promotora da feira. Para a organização, fica a satisfação do dever cumprido em mais uma edição do evento que, neste ano, trabalhou a temática do turismo aliado aos negócios para atrair o visitante à Serra Gaúcha.

Em todos os pronunciamentos antes e durante a feira, o presidente da Movelsul Brasil 2018, Edson Pelicioli, salientou a relevância do trabalho realizado pelo Sindmóveis na promoção do setor moveleiro nacional. “O Sindmóveis conhece as necessidades do setor e sabia que a necessidade desse momento era um impulso forte de retomada. Foram meses buscando alternativas, buscando reinventar e atrair o expositor e o lojista. O resultado mostra que conseguimos”, salienta o presidente.

Divulgação Movelsul

Movelsul Brasil 2018

Feira surgiu há 40 anos para engrandecer o setor moveleiro local e, ao longo da trajetória do evento, acabou fortalecendo a indústria moveleira nacional e levando o nome de Bento Gonçalves para o Brasil e para o mundo

Internacionalização da Movelsul Brasil 2018

O caráter internacional da feira se comprovou pela circulação de lojistas e distribuidores de 32 países além do Brasil: África do Sul, Alemanha, Argentina, Bolívia, Camarões, Chile, China, Colômbia, Costa Rica, Curaçao, Equador, Escócia, Espanha, Estados Unidos, França, Gana, Guatemala, Irlanda, Itália, México, Moçambique, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, Porto Rico, Quênia, República Dominicana, Trinidad e Tobago, Reino Unido, Uruguai.

Augusto Tomasi

Movelsul Braisl 2018 - Projeto Comprador

Projeto Comprador ajudou a levar visitantes de 32 países à Movelsul Brasil 2018

As rodadas de negócios do Projeto Comprador para indústrias e designers brasileiros colocaram frente a frente as indústrias moveleiras brasileiras que exportam com potenciais compradores do móvel brasileiro. Foram números recordes para o projeto, realizado na feira desde o ano de 2000. Ao todo, 70 importadores convidados negociaram com 145 empresas e a expectativa é uma geração de US$ 60 milhões em exportações a partir das reuniões. Organizado em parceria entre Brazilian Furniture e Apex-Brasil, os dados concretos serão divulgados em breve.

Gazin comemora sucesso nas vendas durante a feira

Para o Sindmóveis Bento Gonçalves, isso mostra a visão de longo prazo da Movelsul para exportações, considerando que o contato com as exigências e peculiaridades do mercado internacional torna as empresas ainda mais competitivas no mercado doméstico, promovendo o desenvolvimento do setor moveleiro como um todo.

“Temos um cenário de retomada da competitividade da indústria brasileira no mercado internacional com oportunidades para todos os segmentos, desde o móvel RTA (Ready To Assemble ou pronto para montar) até o design inovador, com muitos casos de um mesmo comprador buscando linhas variadas para seu portfólio”, aponta a consultora do Sindmóveis para o mercado internacional, Ana Cristina Schneider.

Inovação e conhecimento em outras ações paralelas

A Movelsul Brasil 2018 teve quatro projetos paralelos que exibiram design, conhecimento e inovação na feira, fomentando ainda mais os negócios. Além do Projeto Comprador com rodadas de negócios voltadas às exportações, a feira provocou o expositor a criar novidades para o lojista nacional, desafiando as indústrias a desenvolverem lançamentos com design assinado no Projeto Varejo. Foram 19 expositores participantes que criaram 50 novos produtos para as principais redes de varejo e e-commerce do país.

Já o Prêmio Salão Design, em suas comemorações de 30 anos, revelou durante a Movelsul Brasil a classificação dos vencedores nas modalidades Estudante, Profissional e Indústria. Foram concedidos, ainda, três superprêmios para os melhores produtos da edição: primeiro superprêmio para a Luminária Costureira, de André Ferri (Belo Horizonte); segundo superprêmio para Biblioteca Latorna, do estúdio Enbruto (Cordoba); e terceiro superprêmio para linha Zina, do studio Zanini (Rio de Janeiro). Com patrocínio de Berneck e Interprint, o prêmio terá uma segunda mostra de produtos esse ano. Vai ser em agosto, na feira High Design Home & Office Expo, em São Paulo, durante o DW! São Paulo Design Weekend.

Por fim, as palestras do primeiro Fórum Movelsul Brasil reuniram lojistas, expositores e representantes para refletir sobre o tema dos novos modelos de varejo e como o consumo all line vai impactar o setor moveleiro. Essa abordagem que a feira apresentou está alinhada às discussões mundiais sobre a relação com o consumidor. Na última edição da NRF Annual Convention, apelidada de Big Show do Varejo, realizada em Nova Iorque, o varejo all line foi tema principal. Além de quebrar todas as barreiras existentes entre as plataformas de compra física e eletrônica, o conceito all line prioriza o engajamento, a audiência e a jornada do consumidor até o produto.

Com patrocínio de Sayerlack e Banrisul, a Movelsul Brasil é realizada desde 1977 pelo Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis). A próxima edição da feira será em 2020.


Os comentários estão desativados.

eMobile

Acompanhe o emobile nas redes sociais

Linkedin
Facebook