Projeto Móveis de Arapongas propõe ações para ampliar a competitividade das indústrias

Projeto do Sebrae-PR diagnostica desafios das empresas e traça planos de ações em gestão, inovação tecnológica e ampliação de mercado

Publicado em 26 de junho de 2018 | 15:48 |Por: Luis Antônio Hangai

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Mais de 900 indústrias e 20 mil profissionais compõem o polo moveleiro de Arapongas, segundo a estimativa do Sindicato das Indústrias de Móveis de Arapongas (Sima). Estes números caracterizam a região como uma das mais pujantes em termos de produtividade de mobiliário e empregabilidade no país. O município é também o segundo maior exportador de mobiliário do Brasil, sendo responsável por 6,2% dos produtos exportados em 2017, de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

Com o objetivo de ampliar a potencialidade do setor do norte paranaense, o Sebrae-PR mantém desde 2015 o projeto Móveis de Arapongas, cujo trabalho é identificar oportunidades de crescimento das empresas locais e propor ações com foco em inovação, gestão e mercado. O projeto atende regularmente 40 empresas da região e mais de 100 outras companhias esporadicamente.

Clique aqui para fazer o download do PDF sobre o projeto Móveis de Arapongas

A partir do modelo de excelência certificado pela Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), o Móveis de Arapongas tem como método de trabalho, num primeiro momento, diagnosticar os desafios enfrentados pelas fabricantes que aderem ao projeto, e na sequência propor um plano de ação para suplantá-los. Segundo o consultor do Sebrae-PR e gestor do Móveis de Arapongas, Julio Rodrigues, em cada empresa é feito um trabalho individual de modo a identificar as características da participante e suas oportunidades no mercado moveleiro:

“Podemos constatar, por exemplo, a necessidade de ampliar a participação em feiras do setor moveleiro, de encontros e rodadas de negócios. Além disso temos um profissional que faz acompanhamento constante junto às empresas, mantendo o relacionamento vivo com elas, acompanhando o andamento das ações. Nossa proposta é efetuar um trabalho ágil: uma questão que percebemos é que precisamos dar respostas rápidas para poder aproveitar oportunidades que o mercado apresenta”.

Divulgação

Polo moveleiro de Arapongas

Polo moveleiro de Arapongas: mais de 900 empresas e 20 mil profissionais empregados

Frentes de trabalho do projeto Móveis de Arapongas

Rodrigues explica que a projeto atua especialmente em três frentes de trabalho: 1) gestão, por meio de implementação de práticas e ferramentas de excelência a fim de tornar as empresas mais competitivas no mercado nacional e internacional. 2) inovação, a partir da implementação de novos processos, produtos, técnicas de design e melhoria tecnológica na fábrica; e 3) ampliação de mercado, na busca por novas frentes de atuação e parcerias com hotéis, construtoras, lojistas, bem como a exploração da venda direta ao consumidor pelo e-commerce.

O site do Móveis de Arapongas conta também com um showroom virtual para divulgar o mobiliário das empresas participantes e captar novos clientes. A vitrine na internet facilita a comunicação com os clientes, pois apresenta informações detalhadas dos móveis em termos de dimensionamento, matéria-prima e visualização.

“Nós do Sebrae-PR notamos que podíamos contribuir para dinamizar a potencialidade do polo moveleiro de Arapongas. Para 2018, estamos focados na consolidação do município como referência geográfica na produção de móveis e em destacar as características próprias dos produtos fabricados aqui. Atualmente estamos concentrados nos trabalhos feitos junto a estas 40 empresas regulares, mas inúmeras ações pontuais são feitas em conjunto com outras indústrias da região”, diz Rodrigues.


Os comentários estão desativados.

eMobile