Fornecedor 286 - page 6

6
FORNECEDORES |
286
Painel
GREVE
DOS CAMINHONEIROS
O e-commerce deixou de faturar
R$ 407,2 milhões durante a greve
dos caminhoneiros. No período
de 11 dias que durou a greve, a
estimativa é que 861.710 pedi-
dos deixaram de ser feitos pe-
los consumidores, queda média
diária de 20% nas vendas se
comparado com os mesmos dias
das semanas pré-paralisação.
EXPORTAR
TORAS?
O presidente da Associação
Brasileira das Indústrias do Mo-
biliário (Abimóvel), Daniel Lutz,
reclama das medidas impos-
tas pelo governo federal para
cobrir o custo do subsídio do
diesel. A reoneração da folha
de pagamentos e o Reintegra
(programa federal que faz o
ressarcimento dos exportado-
res do resíduo tributário embu-
tido), prejudica as exportações
de móveis brasileiros. Com
isso, segundo Lutz os móveis
ficarão mais caro no mercado
interno e as exportações vão
minguar. “A Agência Brasileira
de Promoção de Exportações
e Investimentos (Apex-Brasil)
nos ajudou, investiu dinheiro
para promover as exportações
e, na contramão, faz com que
todo investimento vá por água
abaixo. Vamos exportar toras?
O Brasil volta a ser um grande
celeiro”, desabafou.
ENCONTRO
EM BRASÍLIA
O presidente da Abimóvel, Daniel Lutz, também esteve junto a empresários do
setor moveleiro em Brasília para falar com o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu
Padilha. O assunto: desoneração da folha de pagamento. Com o objetivo de
buscar a revogação da inclusão do setor na Lei da Reoneração. No mesmo dia
em que se reuniu com os representantes do setor moveleiro, Padilha teria uma
conversa com o presidente Michel Temer e levaria até ele as preocupações do
setor moveleiro. Se não for vetada, a Lei da Reoneração levará 90 dias para
entrar em vigor, passando a valer a partir de setembro. No entanto, o setor
moveleiro está estudando juridicamente o caso para que passe a valer apenas
após o dia 31 de dezembro. A medida, para empresas moveleiras da região, vai
custar R$ 20 milhões a mais por ano em impostos.
Divulgação
Divulgação Abimóvel
PLANEJAMENTO
ESTRATÉGICO
A Associação Brasileira das Indústrias
do Mobiliário (Abimóvel) e a Agên-
cia Brasileira de Promoção de Expor-
tações e Investimentos (Apex-Brasil),
promoveram em 17 de maio, a 1ª
Reunião de Planejamento Estratégi-
co do Projeto Brazilian Furniture para
o próximo biênio (2019-2020). O
evento aconteceu em conjunto com
as empresas participantes em São
Paulo e teve como principal pauta a
organização das ações que irão aper-
feiçoar e gerir o PBF nos próximos dois
anos. As coordenadoras do projeto
prospectam a ampliação da compe-
titividade da indústria moveleira no
mercado internacional e, por conse-
quência, incrementar as exportações
de móveis a partir de um conjunto de
iniciativas de inteligência e promoção
comercial.
TAXA
SELIC
O Comitê de Política Econômica (Copom) decidiu manter a taxa básica de
juros da economia brasileira (Sellic) em 6,5% ao ano. A manutenção da
taxa já era esperada pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e
Equipamentos (Abimaq), dadas as incertezas do cenário interno e externo.
Embora alguns agentes do mercado, apreensivos com a desvalorização
do câmbio esperavam um aumento da Selic, o BC reforçou a posição de
que não existe relação entre política cambial e monetária, ficando ape-
nas atento a um possível efeito do câmbio na inflação. A Abimaq avalia
que é importante a adoção de medidas que permitam a continuidade
na redução da Selic de forma sustentável, mas que estas só não bastam.
São necessárias medidas que visam a diminuição do juro de mercado, a
patamares semelhantes aos países emergentes, assemelhados ao nosso.
1,2,3,4,5 7,8,9,10,11,12,13,14,15,16,...76
Powered by FlippingBook