Fornecedor 286 - page 14

14
FORNECEDORES |
286
Gestão
POR_
PEDRO LUIZ DE ALMEIDA
Ferramenta de
APOIO
3&'¡3 &' 2'+Õ$-3 !2=!9 Ì '?$'¡'2;' 6!8! !63-!8 ¡!2%!1'2;39 &' 683&<;39
3< 9'8=-%39 -23=!&38'9 2! -2&Ú9;8-! 13='¡'-8!
A
inovação é um termo-
-chave para a competi-
tividade dos negócios,
conceito bastante difundido para as
empresas moveleiras, que enfrentam
muitos obstáculos para surpreen-
der os consumidores cada vez mais
exigentes. Todavia, para que isso
seja possível, é necessário traçar um
plano estruturado e embasado, que
requer pesquisas de público-alvo,
monitoramento de mercado e bas-
tante planejamento. Caso contrário,
os riscos envolvidos nesse processo
podem inviabilizar ou tornar o que
seria uma solução em um fracasso.
Para conduzir todo esse processo e
direcionar de maneira mais acertada
as inovações das empresas, existe
uma ferramenta simples e bastante
eficaz de gestão, que pode e deve
ser utilizada sempre que os diri-
gentes quiserem inovar. Trata-se do
modelo de negócio Canvas, desen-
volvido pelo suíço Alex Osterwalder
e teorizado no livro “Business Model
Generation: Inovação em Modelos
de Negócios”. Segundo diversos
especialistas, a ferramenta é indi-
cada para empresas de todos os
portes e segmentos.
A proposta do Canvas é a construção
de um modelo de negócio inovador,
Divulgação
Canvas não é um
modelo engessado,
o empresário pode
e deve mudá-lo
sempre que for
necessário ou tiver
uma nova ideia de
negócio, ensina
Mauro Felix
porque ele é focado na resolução
de um problema de um segmento
de cliente ou nicho de mercado.
O Canvas consegue sintetizar, em
uma folha de papel, todas as áreas
dentro de uma empresa. “Enquanto
os modelos de negócios tradicionais
eram muito teóricos, o Canvas é
uma metodologia que o empresário
consegue fazer visualmente as áreas
dentro de uma organização e olhar
para essas áreas com mais eficácia”,
explica o coordenador da escola de
negócios do Centro Universitário
Celso Lisboa, Mauro Felix.
Segundo o criador da ferramenta,
todo empreendimento é composto
por nove pilares centrais: segmento
de clientes, proposta de valor, canais
de distribuição, relacionamento com
clientes, fontes de receita, recursos
principais, atividades-chave, prin-
cipais parcerias e custos. Por isso,
Osterwalder instiga os dirigentes
a descrever todas essas etapas de
forma visual e interativa, proporcio-
nando a integração e visão holís-
tica da organização. No Canvas, as
nove etapas do empreendimento
são agrupadas com o intuito de
responder quatro questões básicas
que fundamentarão a empresa: “O
que?”; “Para Quem?”; “Como?” e
“Quanto?”
1...,4,5,6,7,8,9,10,11,12,13 15,16,17,18,19,20,21,22,23,24,...76
Powered by FlippingBook