Varejo perde participação no PIB

Acompanhando demais setores, comércio tem PIB fraco e diminui sua participação da contribuição do crescimento para o País

Publicado em 30 de março de 2015 | 15:35 |Por: Marina Gallucci

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A participação do varejo no Produto Interno Bruto (PIB) teve queda de 1,8% em 2014, segundo os dados das contas nacionais divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com este resultado, o valor adicionado pelo setor que correspondia a 10,8% da economia em 2013,passou a para 10,3%.

A economia brasileira cresceu 0,1% em 2014, de acordo com os dados das contas nacionais divulgados pelo IBGE. Este foi o desempenho mais fraco da economia desde 2009 (-0,2%), quando o País ainda se ressentia dos efeitos da última grande crise financeira internacional. Em termos nominais, o PIB somou R$5,52 trilhões no ano passado.

Já o volume de vendas do comércio varejista teve alta de 2,2% – mesmo assim é o pior resultado desde 2003, quando houve queda de 3,7%.

Leia mais:
O que o novo consumidor quer do varejo?
Varejo cresce 0,5% em janeiro
Vendas do varejo crescem 3,9% em 2014

“Comparado ao trimestre imediatamente anterior, o PIB da atividade comercial caiu pelo terceiro trimestre consecutivo, registrando variação de -2,9%”, afirma o economista da Confederação Nacional do Comércio, Fabio Bentes. O economista ainda declara que esse “é o pior desempenho de todos os setores discriminados pelas contas nacionais”.

Os baixos níveis de confiança associados à deterioração das condições de consumo e investimentos levaram a CNC a projetar recuo de cerca de 1,0% no PIB de 2015 – e, segundo a análise, indústria (-2,4%) e serviços (-0,2%) deverão puxar a economia para baixo.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile