Tecnologia muda relação de consumo em shoppings

Mais que centro de compras, especialistas defendem que os espaços se tornaram local de entretenimento e deixam mais evidente a necessidade do varejo se reinventar

Publicado em 20 de julho de 2014 | 12:00 |Por: Marina Gallucci

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

SXC.HU

O varejista se reinventar e adotar avançadas tecnologias de informação e de gestão para desempenhar suas atividades de forma atraente e vantajosa aos olhos do consumidor

Varejistas precisas adotar avançadas tecnologias para desempenhar suas atividades de forma atraente e vantajosa aos olhos do consumidor

A relação dos consumidores com as lojas físicas e onlines, onde os dois canais acabam sendo “faces da mesma moeda”, tornam-se mais explícitas dentro dos shopping centers. É o que afirma Luiz Alberto Marinho, sócio-diretor da GS&BW, consultoria especializada em marketing de varejo e shopping centers.

Segundo artigo publicado por Marinho (confira na íntegra aqui), “o consumidor vai usar o canal que for mais conveniente e, muitas vezes, de forma complementar”. “O crescente número de marcas que passou a adotar o ‘store pick-up’ – compra online e retirada do produto na loja – é apenas um exemplo”, defende.

Mais recentemente, em entrevista para o Especial São Paulo, publicado na Móbile Lojista 309, Marinho afirmou que a internet tem, sem dúvida, influenciado muito nesses espaços. “Isso não significa necessariamente que o consumidor vai substituir a compra física pela online, mas, sim, ser cada vez mais influente na hora de comprar, seja na hora de comparar preço ou recomendar por aplicativos e sites “, disse.

Ele afirma também que há vários outros formatos de combinar os canais de venda. “A notícia não é nova, mas a forma como as principais empresas desenvolvedoras de shopping centers passaram a encarar a questão, sim. Finalmente conscientes de que as estratégias omnichannel vieram para ficar, os shoppings começaram a testar projetos pilotos em mercados específicos”.

Leia mais:
O repensar da tecnologia do varejo
Opinião: Varejo virtual ou real?
Dispositivos móveis ganham relevância na compra

Para o sócio-diretor da GS&ECOMM, unidade de varejo digital do grupo GS&MD Gouvêa de Souza, Ricardo Michelazzo, é nessa interação entre os canais de venda que se deve começar a pensar as estratégias de omnichannel. “Como eu posso começar a usar minha estrutura a favor dos meus dois mercados [online e offline]? Quando eu sei quem é o cliente que entra na minha loja, o que ele consome, o quanto eu tenho de informação pelos dois canais”, diz.

Michelazzo destaca que um outro ponto é a questão de compra e experiência que, no caso dos shoppings, tem transformando os espaços em espécies de “portais de marketplace”. “Cada vez mais, dentro dos shoppings, clientes poderão comprar via QR Code ou ‘vídeo wall’, ou comprar por e-commerce e o shopping fazer apenas o delivery”, prevê. Para ele, os shoppings “estão se desdobrando e mudando de conceito. Estão saindo do formato de um centro de comprar para um centro entretenimento”.

Móveis

A superintendente do D&D Shopping, especializado em lojas do mercado de decoração, Vânia Ceccotto, confirma a leitura dos especialistas. Ela afirma que os clientes não querem apenas interagir com as redes sociais mas, também, ter esta experiência no ponto de venda. “Já é possível notar que muitos varejistas estão revendo os layouts de suas lojas, o visual do merchandising, a criação de atividades interativas e o uso da tecnologia para entreter o consumidor”, comenta.

Além disso, Vânia defende que o comércio eletrônico está mudando, sim, o modo de funcionamento de muitos negócios. Ela acrescenta, porém, que o segmento de decoração e o mix de loja do D&D Shopping ainda funcionam de modo mais presencial. “Muitos lojistas fixos possuem e-commerce. Os clientes até podem usar a internet para fazer toda a pesquisa de produto e de compra, mas na hora de fechar negócio, a maioria ainda é feita fisicamente na loja”, fala.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile