Serasa aponta que demanda das empresas por crédito caiu 9,9% em outubro

Segundo economistas do Serasa, a recessão econômica e a elevação dos juros tem desencorajado as empresas a buscar crédito

Publicado em 25 de novembro de 2016 | 9:30 |Por: Phaenna Assumpção

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Segundo o Indicador Serasa Experian de Demanda das Empresas por Crédito houve queda de 9,9% na demanda empresarial por crédito em outubro/16, comparativamente ao mês imediatamente anterior (setembro/16). Na comparação com outubro do ano passado, a queda da procura das empresas por crédito em outubro de 2016 foi de 10,7%. No acumulado do ano, isto é de janeiro a outubro, a demanda das empresas por crédito registra retração de 1,3% perante o acumulado do mesmo período do ano passado.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o aprofundamento da recessão econômica, reduzindo a demanda por capital de giro, e as elevadas taxas de juros, tornando o crédito mais caro, tem desestimulado a busca das empresas por crédito.

Análise por porte
A queda da demanda empresarial por crédito em outubro/16 foi puxada pelas micro e pequenas empresas, com recuo de 10,4% frente a setembro/16. Por outro lado, nas médias houve queda de 1,0% na procura por crédito em outubro/16 ao passo que esta se manteve estável nas grandes empresas durante o mês passado.

serasa queda outubro

serasa queda outubro

No acumulado do ano de 2016 até outubro, a demanda empresarial por crédito recuou em quatro regiões do país: Norte (-5,8%); Centro-Oeste (-1,9%); Nordeste (-1,0%) e Sudeste (-0.3%). Por outro lado, houve alta apenas na Região Sul (2,5%) frente período de janeiro a outubro de 2015.

Metodologia do indicador
O Indicador Serasa Experian da Demanda das Empresas por Crédito é construído a partir de uma amostra significativa de cerca de 1,2 milhão de CNPJ consultados mensalmente na base de dados da Serasa Experian. A quantidade de CNPJ consultados, especificamente nas transações que configuram alguma relação creditícia entre as empresas e as instituições do sistema financeiro ou empresas não financeiras, é transformada em número índice (média de 2008 = 100). O indicador é segmentado por região geográfica, setor e porte.

Quer saber mais? Curta a página do Portal eMóbile no Facebook e fique por dentro do setor moveleiro.


Os comentários estão desativados.

eMobile