Projeto Comprador da Movelsul 2018 é o maior desde a primeira edição

Projeto Comprador da Movelsul 2018 é o maior desde a primeira edição

Ação paralela à feira, organizada pelo Sindimóveis de Bento Gonçalves, conta com a presença de 70 importadores para negociar com 145 empresas e designers

Publicado em 15 de Março de 2018 | 11:07 |Por: Luis Antônio Hangai

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O polo moveleiro de Bento Gonçalves (RS) constitui-se hoje como um dos maiores exportadores de móveis do País. Aproveitando essa vocação para o comércio exterior, o Projeto Comprador da Movelsul Brasil 2018 – ação paralela à feira que ocorre entre os dias 12 e 15 de março – está mirando na internacionalização das relações empresariais, sobretudo com a África, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Emirados Árabes, Estados Unidos, Guatemala, México, Paraguai, Peru, Uruguai e Reino Unido.

O Projeto Comprador da Movelsul é organizado pelo Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindimóveis), Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil),  Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel) e Associação Brasileira da Indústria de Iluminação (Abilux) e  e neste ano foram convidados 70 importadores para negociar com 145 empresas e designers. Trata-se da maior edição do projeto já realizada na feira com foco nos países com potencial de negociação para os móveis brasileiros.

Cidades do Sul do Brasil lideram exportações de móveis em 2017

A ação voltada ao mercado internacional visa acelerar a retomada do desempenho do setor moveleiro, que desde meados de 2017 vem dando mostras de recuperar a saúde. Os últimos indicadores econômicos de 2018 apontam para um cenário de recuperação lenta, porém gradual e assegurada pela maior oferta de crédito e estabilização das taxas de juros e da inflação.

Augusto Tomasi

Projeto Comprador da Movelsul

Rodadas de negociações do Projeto Comprador da Movelsul Brasil 2018

Projeto Comprador da Movelsul

Para o presidente do Sindmóveis, Edson Pelicioli, as exigências e peculiaridades do mercado externo desafiam as empresas a se tornarem mais competitivas não apenas em âmbito internacional, mas também em ambiente interno. Isso porque atender a demanda das empresas importadoras requer incremento na qualidade dos produtos e na sua entrega.

Projeto Varejo articula fabricantes, lojistas e designers na Movelsul

“No que tange à importação mundial de móveis, de um valor de aproximadamente US$ 160 bilhões, o Brasil detém menos de 0,5% desse mercado. Só esses dados mostram que o mercado consumidor internacional é bastante relevante, onde existe um grande potencial no qual as exportações brasileiras ainda têm muito espaço para crescer”, afirma o presidente.

Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), o polo moveleiro de Bento Gonçalves exportou R$ 35,3 milhões em mobiliário, participando assim com 5,37% do total de exportações de móveis no Brasil. Foi a cidade gaúcha com a maior influência dentro do Estado do Rio Grande do Sul que, isoladamente, exportou R$ 190 milhões. O Projeto Comprados da Movelsul conta também com apoio da Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel) e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile