Por que escolher móveis de Minas Gerais?

Varejistas de diversas regiões do País falam das características que destacam a produção mineira

Publicado em 4 de junho de 2014 | 17:08 |Por: Marina Werneck de Capistrano

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Divulgação/Itatiaia

Itatiaia

A Itatiaia aparece como uma das marcas mineiras mais fortes no varejo nacional. Tradicionalmente conhecida pelas cozinhas de aço, a empresa ainda atua no mercado de cozinhas de madeira, móveis para banheiro e eletrodomésticos. Na foto a Linha Essencial Nature

A Móbile Lojista entrevistou varejistas que têm em seu mix móveis de Minas Gerais, para saber quais características e diferenciais influenciam na escolha por móveis desta região.

Segundo o diretor comercial de móveis da Via Varejo (que detém as marcas Casas Bahia e Ponto Frio), André Caio, a razão principal que faz com que a companhia opte por marcas mineiras – como a Itatiaia, Móveis Europa, Novo Horizonte e Tcil – é porque são fabricantes com capacidade produtiva suficiente para atender a demanda da empresa. “E também, a parceria desenvolvida com cada um deles para a adequação dos produtos às nossas necessidades comerciais”, afirma.

Leia mais:
– Ubá: Referência da diversidade e força mineira
– Estratégias do setor moveleiro de Minas Gerais
– Minas Gerais: a pluralidade do setor moveleiro

Compartilha da ideia o gerente comercial do setor de móveis e eletros do Armazém Paraíba, Raimundo Soares. “Além da qualidade dos produtos, a variedade como preço, nicho de mercado e produto contam muito na escolha dos fornecedores do polo moveleiro de Ubá”, diz. No mix da rede há marcas como Bom Pastor, Itatiaia, Lopas, Parma, Sier, Sir Design e Unierre.

A TaQi (do Grupo Herval) e a MM Mercadomóveis trabalham com a mineira Itatiaia. “A escolha se dá pelo reconhecimento nacional”, diz Fabio Aparecido Fornari, do departamento de compras da MM. Já o gerente de compras da TaQi, Rudinei Rufatto, diz que a escolha é, também, em razão da marca produzir produtos de qualidade no segmentos de cozinhas.

“Na linha de móveis que consumimos dessa região não há uma característica que possa ser ressaltada como diferencial. São móveis de linhas retas, produzidos em painel MDF e MDP, com acabamento em pintura por impressão UV. São itens com similaridade de matéria-prima e processo produtivo. O diferencial está na maneira como o produto é concebido e no direcionamento que o mesmo terá no ponto de venda”, afirma Caio da Via Varejo.

Confira essa reportagem completa na edição 306 da revista Móbile Lojista.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile