O repensar da tecnologia do varejo

Opinião de Marcos Gouvêa de Souza, diretor-geral da GS&MD – Gouvêa de Souza

Publicado em 18 de abril de 2014 | 9:43 |Por: Renata Bossle

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

De todos os temas apresentados e discutidos na última NRF, em Nova York, neste início de janeiro, a implantação de novas tecnologias foi um daqueles que marcou por ajudar a desenhar o futuro próximo do varejo.

A amplitude das alternativas para incorporação da tecnologia se destacou com uma visão mais prática e pragmática, focada em melhoria de eficiência e resultados no curto prazo e na promoção de mais experiências na relação entre consumidores, produtos, lojas, marcas, canais e serviços.

Destacou-se a apresentação de soluções já implementadas ou em processo de implantação, que contribuem de forma decisiva para a mudança do negócio.

GS&MD – Gouvêa de Souza

Marcos Gouvêa de Souza (mgsouza@gsmd.com.br), diretor-geral da GS&MD – Gouvêa de Souza

Marcos Gouvêa de Souza, diretor-geral da GS&MD – Gouvêa de Souza

Leia mais:
– NRF 2014 marca protagonismo do consumidor
– Economia: 2014 retoma crescimento no varejo
– Promob apresenta solução para gestão de lojas

Muitas soluções apresentadas já trazem métricas com resultados apurados que servem de parâmetro para a avaliação mais efetiva do retorno dos investimentos, aspecto que no passado não ocorria e gerou frustrações pelo desenho de propostas muito ambiciosas e sem nenhuma condição de avaliar desempenho que pudesse suportar uma análise mais fundamentada dos resultados.

O tempo mostrou que a implantação gera contribuições efetivas, seja no aumento das receitas ou na redução de custos operacionais, gerando uma perspectiva muito diversa em relação ao passado.

Confira esse artigo completo na edição 304 da revista Móbile Lojista.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile