Movelpar 2017: pesquisa ajuda expositores na tomada de decisão

Estudo do Iemi sobre comportamento de compra de móveis auxiliou expositores a privilegiar produtos

Publicado em 14 de março de 2017 | 13:00 |Por: Phaenna Assumpção

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O comportamento de compra dos consumidores de móveis foi detalhadamente analisado pelo Iemi – Inteligência de Mercado. O estudo foi uma ferramenta importante para a tomada de decisões dos expositores da Movelpar – Feira de Móveis do Estado do Paraná, que acontece até quinta-feira (16) no Expoara, em Arapongas (PR).

Os dados do estudo mostram que a sala de estar é o ambiente privilegiado no momento da compra para quem quer renovar a decoração. Dos participantes, 24,1% disseram que escolheram artigos deste espaço da casa na última compra, sendo que o dormitório de casal concentrou 22,2% das respostas e a cozinha/copa teve 19,1% das indicações. Os móveis da linha dormitório de solteiro foram comprados por 11,9% dos consumidores e, para a sala de jantar, por outros 5,4% dos pesquisados.

Movelpar 2017

Movelpar 2017

“Num momento em que o setor de móveis tem grandes desafios e oportunidades pela frente, conhecer os hábitos de consumo do consumidor e a sua relação com as marcas, canais de compra e produtos são essenciais para fabricantes e varejistas. Embora móveis tenha sido um dos mercados que mais sofreu com a crise, estimamos que movimente cerca de R$ 65 bilhões no varejo brasileiro em 2017, crescendo 6,4% em relação a 2016”, afirma o diretor do Iemi, Marcelo Prado.

Conforme pesquisas do IEMI, que o portal eMóbile já publicou, um fator que influencia os consumidores antes da compra é a pesquisa na internet, 63,6% dos entrevistados afirmaram que tem o hábito para conhecer melhor o produto. Outros fatores apontados pelos consumidores foram o preço atrativo e a renovação da casa como um das principais motivações para a compra de móveis. Saiba mais sobre o estudo aqui.

Analisando o comportamento de compra dos consumidores de móveis no período pré-crise (2014) versus o momento atual (2017), existe uma evolução do comportamento de compra em relação aos dados da pesquisa sobre o mesmo tema, realizada em 2014, com 1.035 consumidores. O número de itens adquiridos se elevou, passando de uma média de 2,3 peças (2014) por compra, para 2,9 peças (2017).


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile