Minas Gerais: a pluralidade do setor moveleiro

A diversidade de linhas fabricadas e a localização privilegiada fortalecem a produção do mobiliário de Minas Gerais que atende a vários mercados e públicos

Publicado em 1 de junho de 2014 | 10:06 |Por: Marina Gallucci

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Divulgação

Móvel Mineiro

Poltrona Mito, do designer e arquiteto mineiro vencedor do prêmio iF Product Design Award 2012 Marcelo Ligieri

O setor moveleiro de Minas Gerais ganhou projeção devido ao polo de Ubá, hoje considerado o quinto polo moveleiro por produção do Brasil, com 9,7% dos 272 milhões peças produzidas em 2012 no País, segundo o Instituto de Estudos e Marketing Industrial (Iemi). O Estado inteiro, por outro lado, representa, segundo informações do Sindicato das Indústrias do Mobiliário e de Artefatos de Madeira (Sindimov-MG), o terceiro principal centro produtor do País.

Além de Ubá, existe produção de mobiliário na região da Grande Belo Horizonte, nas cidades de Uberlândia e Uberaba, Carmo de Cajuru e Pará de Minas. Segundo informações do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-MG), ainda há a região do município de Turmalina, onde a produção que tem como matéria-prima o eucalipto começa a ganhar força. Nova Lima e Cláudio são cidades que também apresentam atividades moveleiras importantes para a economia local.

Marcado pela diversidade, o mobiliário mineiro apresenta, no entanto, algumas características conforme a região produtora. A gerente da Unidade Indústria do Sebrae-MG, Marise Xavier Brandão, explica que Ubá, por exemplo, destaca-se pela produção seriada.

Marina Gallucci/Revista Móbile

Marceneiros de Pará de Minas na Movelsul 2014: Sebrae está promovendo maior acesso ao conhecimento sobre o mercado para consolidação do polo de marcenaria na cidade

Marceneiros de Pará de Minas na Movelsul 2014: Sebrae está promovendo maior acesso ao conhecimento sobre o mercado para consolidação do polo de marcenaria na cidade

Leia mais:
– Henrique Tecchio fala sobre potencial de Bento Gonçalves
– Empresas e empresários: as novidades do setor
– Novidades no varejo: conheça lançamentos

Pará de Minas, por outro lado, já é um polo voltado para o mercado sob medida. “Temos um universo de 30 grandes marcenarias, extremamente organizadas. Estamos fazendo um trabalho de melhoria de gestão e de aproximação com entidades que ofertam inovação ao setor. Elas vivem o aquecimento do mercado, já que sofrem menos com concorrência”, diz.

Em Carmo de Cajuru, segundo a gerente do Sebrae, as características, apesar de também serem de empresas voltadas para o sob encomenda, são de pequenas indústrias. Cerca de 90 participam dos projetos da entidade, o que inclui visita a feiras internacionais como o Salão de Milão. “Os fabricantes daqui acompanham as tendências, o que dá ao nosso móvel características contemporâneas e modernas”, diz o presidente do Sindicato dos Moveleiros de Carmo do Cajuru, Harley Pereira Gontijo.

Confira essa reportagem completa na edição 306 da revista Móbile Lojista.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile