Mercado de bens duráveis cresce no Brasil

Eletroportáteis e telecom influenciam números positivos no terceiro trimestre de acordo com a consultoria global GfK

Publicado em 30 de novembro de 2014 | 11:44 |Por: Marina Gallucci

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

 

Reprodução

O volume de vendas geradas alcançou R$ 26,17 bilhões indicando crescimento de 4,2% frente

O volume de vendas alcançou R$ 26,17 bilhões, crescimento de 4,2% em comparação com 2013

O mercado brasileiro de bens duráveis apresentou crescimento nos meses de julho, agosto e setembro de 2014 quando comparado ao mesmo período do ano anterior. O volume de vendas geradas alcançou R$ 26,17 bilhões, indicando crescimento de 4,2% frente o mesmo período de 2013.

De todos os segmentos observados no Temax® Brasil, relatório desenvolvido pela consultoria global GfK para medir o mercado de bens duráveis, durante o terceiro trimestre de 2014, apenas três apresentaram retração em relação ao mesmo período do ano anterior: o segmento de foto, de TI e a linha marrom, esta impulsionada pela queda no faturamento de TVs de tela fina.

Confira a seguir o resultado em cada uma das áreas:

Telecom
(smartphone, celular e telefone fixo)

O terceiro trimestre de 2014 apresentou um novo recorde histórico de faturamento da categoria no Brasil, representando um crescimento de 34% sobre o ano passado, com um forte crescimento dos Smartphone, compensando a retração em telefones fixos e celulares. A categoria de smartphones apresentou crescimento em valor de 54% em relação ao mesmo período de 2013.

Leia mais:
IDV projeta crescimento para final de ano
Black Friday: Dicas para o consumidor e o lojista
Panasonic renova produtos da linha branca

Eletroportáteis
(cafeteiras filtro e expresso, preparadores de alimento, churrasqueiras, fritadeiras elétricas, máquinas de suco, sanduicheiras, torradeiras, mini fornos elétricos, ferros de passar, aspiradores de pó, ventiladores, filtros de água, umidificadores e climatizadores, secadores, modeladores e máquinas de cortar cabelos, barbeadores e depiladores, balanças pessoais e produtos elétricos de higiene bucal)

O desempenho do mercado de eletroportáteis foi positivo neste terceiro trimestre do ano, apresentando um crescimento de 27% quando comparado ao terceiro trimestre de 2013. As fritadeiras elétricas continuam sendo os produtos que apresentam maior taxa de crescimento versus os dados de 2013, seguidas por cafeteiras e ventiladores. Os preparadores de alimentos elevaram as vendas no período, especialmente as batedeiras planetárias.

Material de escritório e periféricos
(multifuncional, impressora, teclado, mouse, passador de slides e afins)

No terceiro trimestre de 2014, os bens duráveis que compõem a categoria de material de escritório cresceram 26% em faturamento, quando comparados com o terceiro trimestre de 2013. Multifuncionais e impressoras à laser ainda são os produtos responsáveis pelo aumento. No entanto, multifuncionais jato de tinta, mesmo perdendo espaço, ainda representam cerca de 40% do faturamento do mercado total de impressoras e multifuncionais. No segmento de periféricos, no terceiro trimestre de 2014, mouses, teclados e câmeras apontam estabilidade em faturamento frente ao terceiro trimestre de 2013.

loonyhiker/Flickr

Apesar de tímido, Linha Branca sustenta crescimento

Apesar de tímido, Linha Branca sustenta crescimento

Linha branca
(fogão, máquina de lavar louça, freezer, microondas, refrigerador e máquina de lavar roupa)

O faturamento dos bens duráveis da linha branca apresentou crescimento de 4% no terceiro trimestre do ano, quando comparado com o mesmo período do ano passado, isso devido aos refrigeradores e microondas. Refrigeradores são os principais responsáveis pelo crescimento, representando 35% do segmento.

Linha marrom
(audio home systems, filmadora, GPS, TV de tubo, MP3/MP4 Player, DVD players/Rec, caixa de som, TV de tela fina, som automotivo, memory cards, DVD automotivo e pendrive)

No terceiro trimestre de 2014, a categoria de bens duráveis que formam a linha marrom apresentou retração de faturamento de 5% frente ao mesmo período em 2013. Televisores de telas finas retraíram 4%. A categoria de loudspeakers é que mais cresce neste trimestre, impulsionada pelo segmento de soundbars.

Tecnologia da Informação
(monitor, computador de mesa e computador portátil)

No comparativo do segundo trimestre de 2014, o mercado brasileiro de bens duráveis de  TI apresentou retração de 30% em faturamento quando comparado ao ano anterior. A maior contribuição para a retração do faturamento é proveniente, principalmente, de computadores portáteis, enquanto computadores de mesa apontam crescimento em faturamento no último mês influenciado pelo segmento de All in One.

Foto
(câmeras digitais)

Para a metade do segundo semestre de 2014, o mercado de câmeras digitais retrai, em volume, 50%, comparado com o mesmo período do ano passado, mas apresenta uma menor retração em valor, o que indica um aumento nas vendas de câmeras de maior valor agregado. Contudo, as vendas de câmeras com WiFi tem crescido e representam hoje quase 19% do mercado total. Houve um crescimento ainda mais expressivo nas chamadas smart cameras, representando 14% do volume total. Também na mesma linha houve crescimento em câmeras de lentes intercambiáveis, que já são mais de 23% do valor de vendas desse mercado.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile