Meta da LojasKD é crescer 50% em 2015

Com faturamento de R$ 60 milhões anuais, e-commerce investe em qualidade dos serviços

Publicado em 2 de julho de 2015 | 9:15 |Por: Marina Gallucci

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

 

Divulgação/LojasKD

Thiago Fiorin Gomes: "Nós não vendemos tapetes, cortinas ou vasos, mas sabemos que os clientes querem ter a real noção de como os móveis ficarão em uma casa contendo todos estes elementos"

Thiago Fiorin Gomes: “Nós não vendemos tapetes, cortinas ou vasos, mas sabemos que os clientes querem ter a real noção de como os móveis ficarão em uma casa contendo todos estes elementos”

“O cenário do setor de móveis este ano está complexo e nos faz ter muito mais trabalho para conseguir atingir nossas metas”, considera o diretor de operações da LojasKD, Thiago Fiorin Gomes. Mesmo assim, as metas da loja que, desde 2012, é 100% digital acompanham as tendências de crescimento do e-commerce no País. Com médias de faturamento de R$ 60 milhões anuais, o objetivo para esse ano é crescer 50%.

“Estamos trabalhando muito duro para continuar com crescimento médio dos últimos anos e melhorar nossa qualidade junto ao cliente e performance operacional. O que posso dizer por enquanto é que teremos grandes mudanças neste ano e que em 2016 estaremos mais fortes para buscar crescimento sólido e incremento na qualidade e diferenciais”, adianta Fiorin Gomes em entrevista cedida ao portal eMobile.

Segundo material divulgado pela empresa, para expandir a sua rede de entrega para todo o Brasil, a LojasKD está aprimorando sua logística e captando recursos junto a investidores. Hoje, pensando no aumento do leque de produtos oferecidos e para ganhar escala na operação virtual, a LojasKD já trabalha sem estoque – com o sistema cross-docking , quando o produto escolhido pelo cliente é comprado no mesmo dia do fornecedor.

Leia mais:
LojasKD lança linha de móveis combinados
Decorador online: e-commerce de móveis sugere projetos
Mulheres são 70% dos compradores on-line de móveis

Experiência de compra

Hoje, o e-commerce oferece tens que podem ser adquiridos de forma avulsa ou em combinações pré-prontas do site da LojasKD. O objetivo, segundo o diretor, é que, mesmo quem quer comprar apenas uma peça, se sinta inspirado pelas sugestões do site e leve outras. Assim, o ticket médio gira em torno de R$ 1.000.

Fiorin Gomes enfatiza que o sucesso da empresa deve-se a uma grande variedade de produtos e ao esforço de levar a experiência de decorar ao consumidor. Ele defende que o e-commerce é mais do que qualquer coisa a prestação de um serviço. “A entrega do móvel é um dos itens deste serviço, mas o consumidor deseja mais: ter opção, ter um ambiente de compras adorável, ser muito bem atendido e, neste caso, ser surpreendido com informações e dicas que nem imaginava que poderia ter”, diz.

Divulgação/LojasKD

Segundo a LojasKD, são mais de 20 mil itens que podem ser adquiridos de forma avulsa ou em combinações pré-prontas

Segundo a LojasKD, são mais de 20 mil itens que podem ser adquiridos de forma avulsa ou em combinações pré-prontas

Foi pensando nisso, que, ano passado, a empresa lançou a ferramenta de projetos customizados chamada Studio LKD. A plataforma arquitetos cadastrados que dão consultoria aos usuários sem cobrar nada – ao escolher uma das opções de projeto, paga-se a partir de R$ 200. “Este é uma iniciativa que está no início, foram realizados algumas centenas de projetos, mas ainda estamos aprendendo e procurando agregar o máximo de valor a quem buscam a ajuda de um profissional experiente. Existem atualmente mais de 2 mil arquitetos e decoradores cadastrados”, diz.

Mas, além do Studio LKD em si, ele destaca que no site há sempre indicação de opções de combinação de um móvel com outro. “Estamos constantemente trabalhando para levar soluções aos clientes que não são expert na compra do móvel, por isso além da combinação de móveis com diferentes cores e estilos também nos esforçamos para demonstrá-los como ficarão em uma casa”, diz.

O público da LojasKD, que começou como popular, hoje atinge todas as classes sociais e fases da vida. “A internet surgiu para levar a todos serviços que antes eram restrito a poucos. Acreditamos que isso funcione também no momento de comprar um móvel”, considera. Ele diz que a estratégia é, cada vez mais, olhar para as melhores experiências de consumo no mundo físico e trazer para o mundo online. “Vender um produto é fácil, mas o que buscamos é encantar o cliente. Isto sim é um desafio, temos que constantemente buscar como surpreender nossos consumidores e é isso o que nos motiva”, conta o empreendedor.

Fiorin Gomes defende que o papel do varejo sempre foi o de oferecer serviços e que as as maiores empresas hoje foram empresas que no seu início fizeram algo a mais para os consumidores da época ou da região. “O que acontece hoje com a internet é que não existe mais a barreira regional e os competidores estão todos no mesmo lugar. Não existirá uma loja que será melhor que todas as outras, mas, sim, lojas que têm um mix de soluções que agradam uma parcela de clientes.”


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile