Logística é estratégia competitiva nas organizações

A Logística é vista cada vez mais como uma área potencial para diminuir os gastos e gerar diferenciais percebidos pelos clientes

Publicado em 21 de março de 2015 | 13:58 |Por: Júlia Magalhães

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

 

O Brasil é um País com dimensões continentais e, infelizmente, com locais de difícil acesso, o que consiste em um grande desafio na questão da logística. A estes fatores, acrescenta-se o avanço das compras através da internet, que vem trazendo uma grande transformação na área de atuação geográfica das empresas.

Por isso, segundo o CEO da HRM Logística Consultora & Treinamento, Hélio Meirim, é recomendável que a empresa levante os locais onde estão seus fornecedores e clientes. “Com base neste levantamento, identifique quais dos seus Centros de Distribuição (CDs) reúnem as melhores condições para realizar a operação. Quando menciono reunir as melhores condições, significa ter identificado os melhores meios e fornecedores da região onde você e seu cliente ou fornecedor estão instalados”, pontua

Júlia Magalhães/Revista Móbile

Logística

Meirim: “manter CDs avançados que estejam mais próximos aos clientes, minimiza os impactos gerados pelos eventuais bloqueios”

Entretanto, logística não se trata apenas do transporte. A atividade, em outras palavras, tem a função de otimizar os fluxos de materiais (produtos, matérias primas, embalagens), informações e pessoas desde as fontes de matérias-primas, até o ponto de consumidor final, esclarece Meirim.

Sendo assim, o CEO pontua que para conseguir disponibilizar o produto certo no local correto, no momento adequado e com o menor preço possível, a logística conta com as seguintes atividades: processamento de pedidos, estoques, transportes, armazenagem, manuseio, embalagem, obtenção (compras), programação de produto (PCP) e manutenção da informações.

Leia mais:
E-commerce é alternativa para representantes
Móbile Lojista 315 entra em circulação
Móvel Brasil está totalmente comercializada

Divulgação Lojas MM

Logística

Para controle de estoque, Meirim recomenda o uso de leitores de código de barras ou RFID, assim como uso de um sistema de WMS – Warehouse Managemt

Antes de definir a estratégia logística, Meirim recomenda que a empresa entenda os conceitos básicos de logística e suas atividades. “Após este primeiro entendimento, é importante fazer um mapeamento e análise dos principais processos relacionados às atividades logísticas existentes. Nesta etapa é importante identificar oportunidade de racionalizar os processos, excluir os que não agregam valor ao negócio e identificando os que geram diferenciais percebidos pelos clientes, fornecedores, equipe e acionistas.”

Concluída a etapa de mapeamento, análise e racionalização de processos, continua o CEO, é a hora de redesenhar os novos processos, capacitar a equipe, implementar e medir os resultados, realizando os ajustes que se fizerem necessários.

Leia matéria completa sobre Logística na edição 316 da Móbile Lojista, que em breve estará em circulação.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile