Inflação de móveis acumula alta de 0,8% em 2018 - eMobile

Inflação de móveis acumula alta de 0,8% em 2018

Segmento de mobiliário teve a taxa mais alta do ano no mês de julho, com alta de 0,37%

Publicado em 10 de agosto de 2018 | 15:33 |Por: Luis Antônio Hangai

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do segmento de mobiliário variou 0,49% em julho de 2018 ante ao mês anterior, de acordo com o mais recente levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse resultado esteve acima da média da inflação global, que ficou em 0,33%. Trata-se da maior taxa de inflação de móveis nos sete primeiros meses do ano, ultrapassando o índice de 0,37% registrado em maio, que ficou marcado pela paralisação dos caminhoneiros.

IPCA 15 de móveis também caiu em julho, aponta IBGE

Os itens Móveis para quarto e Colchão também tiveram alta no IPCA na passagem de junho para julho, na ordem de 0,54% e 0,43% respectivamente. Já o Móvel para copa e cozinha (-0,43%) e Móvel infantil (-0,38%) foram os únicos dentro do grupo de Mobiliário que apresentaram deflação.

Com estes resultados, a inflação de móveis acumula alta de 0,8% até julho de 2018, mais que o dobro do indicador de junho, quando o acumulado chegou a 0,3%. O índice global, por sua vez, acumula alta de 2,94%, situando-se ainda abaixo da meta de 4,5% ao ano.

Dentre os produtos de mobiliário, Colchão é o que apresenta a maior inflação, com aumento de 2,41%. Já o Móvel para sala, que até o mês anterior vinha sustentando deflação, apresentou a primeira taxa positiva no ano (0,58%). O segmento de Móvel infantil é o único que continua negativo (-1,72%).

Na variação acumulada dos últimos 12 meses, a inflação de móveis está em 1,11%, bem abaixo do índice geral de 4,48%. Nesta variável, o setor de colchões, com 6,15%, apresenta a mais alta taxa dentro do grupo de Mobiliário, seguido por Móvel para quarto (2,04%) e Móvel para sala (0,09%). Estão em deflação somente o Móvel para copa e cozinha (-1,44%) e Móvel infantil (-0,84%).


Os comentários estão desativados.

eMobile