Ibevar analisa as tendências do varejo mundial para o ano de 2019

Data base, experiência de compra e personalização foram assuntos e tendências do varejo mundial para 2019 apresentados na NRF 2019

Publicado em 8 de março de 2019 | 15:20 |Por: Larissa Bartoski de Sena

O varejo é uma evolução de diversas tendências. O Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (Ibevar) participou da NRF – Retail’s Big Show 2019 e acompanhou as tendências do varejo mundial para 2019 de perto. Entre elas estão, Data Base, Experiência de Compra, Personalização, Human Touch, Marketplace, Serviços de Assinatura, Store com Logistic Center e Tecnologias.

A diretora executiva do Ibevar, Patricia Cotti, conta que não é necessário abandonar uma prática para adotar outra, mas que na verdade, é necessário somar, adaptar esses elementos, para que se completem e ofereçam um serviço cada vez melhor.

Data Base 

Um dos temas abordados na feira de varejo foi o uso de Data, ou base de dados e analytics, acompanhada do atendimento ao consumidor. Essa tecnologia pode ajudar a marca a entender melhor o que consumidor procura e auxiliar o atendente na hora da compra.

A experiência de compra também foi destaque no evento que revelou tendências do varejo mundial para 2019, cases como o Hema Market, ganharam visibilidade, com a integração de serviços on/off. Outra empresa foi a Camp. A princípio, é uma loja tradicional de equipamentos para acampamento, mas atrás de uma “porta secreta” existe um mundo mágico para as crianças. Um ambiente que oferece diversão e experiência para os pequenos e os brinquedos são vendidos como conseqüência.

– Estudos apontam que omnichannel pode beneficiar varejistas e consumidores

Patricia também explica a distinção entre personalizar e customizar produtos e serviços e a importância de entender essa diferença. “Personalização é mais barato, feito em massa. A customização é feita do zero e por isso pode pesar mais no bolso na empresa, e pode funcionar mais para produtos premium e exclusivos”.

Para a executiva, o consumidor deseja participar do processo e do design de um determinado produto. “O cliente quer perceber que a marca presta atenção nele, se sentir ouvido e ver que aquilo que ele escolheu está no produto que ele acabou de comprar”, completa.

No Brasil, um exemplo simples é a Havaianas, que personaliza os chinelos com pequenos bottons escolhidos pelos clientes. “A marca faz uma personalização simples e que não tem tanto custo, mas na percepção do consumidor ele está deixando o produto do seu jeito”, avalia Patricia.

Human Touch

A diretora executiva acredita que o toque humano é o que diferencia as lojas físicas no futuro e tornam as marcas mais fortes. “O avanço da tecnologia, deixou as marcas frias. Por isso, temos a volta do elemento humano para garantir mais proximidade e fazer com que o consumidor se sinta mais acolhido no momento da compra”.

Outro destaque foi o assunto sobre autosserviço no quesito human touch, já que permite um atendimento exclusivo e personalizado.“O serviço pode ser adaptado para diversos segmentos. No varejo farma, por exemplo, as lojas podem disponibilizar consultores de beleza para atender os clientes. Já lojas de roupas, podem oferecer personal stylist para orientar sobre moda”, pontua Patricia.

Marketplace

Outrs tendências do varejo mundial para 2019 se concentra neste segmento e modelos como Amazon, Alibaba e JD.com, foram citados. Além desses, a executiva aponta empresas como a Thred Up, um site de troca de produtos nunca usados e a The RealReal, que vende produtos de luxo, seminovos e usados.

Divulgação

tendências do varejo mundial para 2019

A experiência de compra também foi destaque no evento que revelou tendências do varejo mundial para 2019

Serviço de assinatura

Produtos de reposição são os mais procurados, como alimentos e produtos para casa. Mas também foi apresentado o case da Rocksbox, por exemplo, que envia três joias mensalmente para o cliente, para que ele use, devolva e receba outros modelos no próximo mês.

Store com Logistic Center

A distribuição de produtos via loja física é uma tendência que vem ganhando cada vez mais espaço. Store com logistic center permite uma entrega mais rápida e evita conflito entre os canais de vendas de uma empresa. Os modelos denominados Bopis e Boris, que mesclam as opções de compra e devolução entre on e off, se tornam cada vez mais comuns e fazem parte do universo Omnichannel, como exemplos a Pizza Portal, Calvin Klein e Showpo.

Tecnologias 

A data + exposição é explorada na 365. A loja usa um totem que analisa o biótipo do cliente e armazena as informações para futuras compras. Já o Mobile Pay facilita a venda de diversos produtos, oferecendo pagamento via reconhecimento facial, por exemplo. A Ford possui o modelo de negócios, onde o cliente pode alugar ou comprar um carro com facilidade.

O AR/VR oferecem muitas possibilidades em realidade aumentada. A StubHub, por exemplo, replica o ambiente para que o cliente possa saber como será a experiência antes de comprar o serviço. A tecnologia de Hologramas também ganhou destaque nessa edição de tendências do varejo mundial para 2019, pois algumas lojas já adotaram a prática para demonstrar produtos e serviços de uma forma diferente.

(com informações de assessoria)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile