Garantia de móveis: atentar-se aos detalhes é fundamental

Prazo legal de 90 dias de garantia possibilita que os clientes percebam vícios de fabricação e/ou montagem

Publicado em 25 de janeiro de 2016 | 11:00 |Por: Pedro Luiz de Almeida

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

 

É comum que na hora da compra os consumidores procurem se informar quanto ao prazo de garantia fornecido para o produto em questão. Para a compra de peças de mobiliário, o conhecimento dos procedimentos legais para a garantia de móveis pode evitar muitos transtornos, tanto para lojistas quanto para os consumidores.

A advogada e professora de direito da Universidade Positivo, Alexsandra Marilac Belnoski, explica: “Os móveis são considerados bens duráveis, sendo assim, eles possuem uma garantia legal de 90 dias que passa a ser contada a partir da data de entrega do produto. Ou seja, a partir da entrega do produto o cliente tem 90 dias para reclamar de qualquer vício que venha a constatar”.

Shutterstock

garantia de móveis

Quando a loja fornecer o serviço de montagem, o prazo da garantia de móveis começa a contar após o término da montagem.

Em especial no setor moveleiro, a maioria dos vícios que um móvel possa vir a apresentar são oriundos  de fabricação ou processo de montagem. Sinistros esses que são constatados logo na entrega e instalação do mesmo. Por isso, o prazo de 90 dias de garantia de móveis se mostra suficiente para a constatação de defeitos, desde que o cliente analise seu produto.

A agilidade para solucionar seu problema foi fator determinante para a estudante Franceslly Catozzo se sentir satisfeita com a compra que fez. “Eu comprei uma cama, mas percebi que ela veio com partes lascadas, os montadores então ligaram para a loja e informaram o ocorrido, no mesmo dia eles me mandaram um produto novo”, relata.

Shutterstock

garantia de móveis

De acordo com o artigo 26 do código de defesa do consumidor, o prazo legal de garantia para bens duráveis é de 90 dias

Montagem
Alexsandra ainda informa que é responsabilidade do lojista fornecer a montagem do móvel comercializado, “Quando a loja não fornecer o serviço de montagem, ela deve deixar claro que o cliente está comprando um móvel desmontado, e essa informação precisa estar em local claro, legível e de fácil entendimento”, alerta a advogada.

Para casos em que a montagem é por conta do cliente, é fundamental que o mesmo contrate um profissional de confiança. Isso garante não somente um serviço bem executado, mas futuros transtornos por causa de defeitos que o móvel possa apresentar. Afinal, se durante o processo de montagem o móvel for danificado, isso não acarreta direito a troca.

Franceslly Catozzo

garantia de móveis

Quando constatado defeitos nos produtos, as lojas tem o prazo máximo de 30 dias para solucionar o problema do cliente.

Credibilidade
Derivados deste tipo de problema, que o Portal do Montador tem ganhado destaque. A iniciativa do empresário Claudio Perin, reúne somente profissionais altamente capacitados e que passem confiança e credibilidade para os clientes, oferece também a possibilidade da emissão de um certificado de garantia de montagem.

Fábio Oliveira, trabalha há mais de 14 anos com montagens, cadastrado no Portal do Montador, ele conta que um bom profissional precisa acima de tudo, desempenhar suas tarefas com ética, “Se você vai realizar uma montagem e constata um defeito no produto, o correto é informar para o cliente. Muitas vezes, são defeitos simples e de fácil solução. Já teve casos, que eu mesmo solicitei com o fornecedor a peça para o cliente, e ela ficou muito satisfeita, afinal o cliente gosta de coisas práticas e rápidas, se ele passar por um tipo de problema e for mal atendido, todo o trabalho realizado até então, será descartado”, conta Oliveira.

Shutterstock

garantia de móveis

“Quando o produto tem garantia acima de 90 dias, essa é a chamada garantia de fornecedor, ele é livre para conceder essa garantia, porém é responsável por honrar esse compromisso”, comenta Alexsandra

“Se não tiver um bom pós-venda, dificilmente eu voltaria a comprar na mesma loja. É preciso ter a mesma preocupação e respeito com o cliente no antes e no depois da compra. Conferir a garantia de móveis é importante. Meu conselho é que na montagem do produto, as pessoas já verifiquem se há algum defeito, para que a troca seja mais rápida”, finaliza Franceslly.

Quer saber mais? Curta a página do Portal eMóbile no Facebook e fique por dentro do setor moveleiro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile