Fórum Internacional discute mercado de franquias

Alta performance, franchising transcontinental e estratégias de diferenciação no mercado serão temas de debate durante o evento

Publicado em 31 de julho de 2014 | 15:50 |Por: Júlia Magalhães

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Divulgação Grupo Bittencourt

Fórum Internacional

Segundo a organização, grandes cases do mercado brasileiro completarão a programação de abertura do evento demonstrando estratégias inovadoras aplicadas em seus negócios

A quinta edição do Fórum Internacional de Gestão de Redes de Franquias e Negócios está programado para acontecer nos dias 16 e 17 de setembro, na Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio SP). Com o tema “Repensar Estratégico” o evento, promovido pelo Grupo Bittencourt, reunirá franqueadores de diversas áreas da economia para discutir tendências e trocar experiências a respeito deste mercado brasileiro que, em 2013, movimentou R$ 115 bilhões de reais.

Em quatro painéis, especialistas e empresários, nacionais e internacionais, debaterão sobre inovação, alta performance, franchising transcontinental e estratégias de diferenciação no mercado. A expectativa, de acordo com a organização, é que o fórum atraia mais de 600 participantes do Brasil e outros países do mundo.

Divulgação Grupo Bittencourt

Fórum Internacional

Claudia Bittencourt: “Hoje, eles [franqueados] são mais capitalizados, têm mais envolvimento com a franqueadora, são questionadores e conduzem a gestão de suas unidades de maneira mais profissionalizada”


Confira a entrevista exclusiva ao Portal eMóbile, com a sócia e diretora geral do Grupo Bittencourt, Claudia Bittencourt.

Portal eMobile – O Fórum chega este ano à quinta edição. Na sua opinião, o que se pode notar de transformação no mercado neste período?
Claudia Bittencourt O mercado de franchising brasileiro tem apresentando uma evolução muito rápida e vem se consolidando como um sistema eficiente para redes que querem expandir de maneira estruturada, com uma maior exposição da marca e com parceiros na ponta mais comprometidos e, também, criando barreiras para a concorrência.

Em 2009, o faturamento do setor era de R$ 62,12 bilhões de reais e já no ano passado esse número quase dobrou, ultrapassando a marca de R$ 115,58 bilhões. Isso se explica, em parte, pelo fato de muitas empresas terem enxergado no franchising um modelo consistente de expansão. Nesses últimos cinco anos, vimos um movimento crescente de redes estrangeiras desembarcando no Brasil, interessadas na capacidade de consumo no País e em áreas com potencial de desenvolvimento.

PE – Qual é o objetivo do fórum?
Claudia Desde quando criamos o Fórum, nosso grande objetivo sempre foi construir um evento de referência no mercado brasileiro, repleto de conteúdos que proporcionassem a troca de conhecimento e o compartilhamento das melhores práticas e tendências do franchising no Brasil e no mundo, de forma a contribuir para a capacitação das redes brasileiras.

PE – Qual é a importância da participação no evento? Como interessados podem se inscrever?
Claudia Estar presente em um evento como este, proporciona aos participantes uma oportunidade única para ampliar conhecimentos, além do networking com outros profissionais do franchising brasileiro. Algo muito importante desta edição é que será discutido e apresentado a forma como as empresas franqueadoras estão lidando como o processos de inovação e quais os reflexos disso no desenvolvimento das franquias. Os interessados em participar podem realizar a inscrição no próprio site do evento.

Divulgação Grupo Bittencourt

Fórum Internacional

No dia 16 acontecerá a entrega do prêmio TOP 25 do Franchising Brasileiro

PE – Na sua opinião, como o varejista pode se diferenciar no mercado?
Claudia Além de manter a saúde financeira do negócio, ter especial atenção aos processos internos e de gestão de pessoas, eu diria que inovar e se reinventar é a chave do sucesso. Esse ano, inclusive, conduzimos uma pesquisa inédita com as principais franqueadoras do País para identificar o estágio de inovação das franquias brasileiras. O resultado será apresentado no fórum, e ele aponta o quanto as características de inovação têm trazidos resultados positivos para a sustentabilidade dos negócios.

Leia mais:
Evento de varejo discute competitividade
Senior apresenta ERP para varejo
Opiniões divergem sobre o varejo no dia dos pais

PE – O mercado de franquias, em 2013, movimentou R$ 115 bilhões de reais no Brasil. Como a senhora avalia o mercado hoje? Quais as perspectivas para 2014? O que esperar do pós-Copa do Mundo?
Claudia – Este ano está sendo um ano desafiador para os empresários de uma maneira geral e para o franchising não está sendo diferente. Em especial para as franquias de varejo. A Copa trouxe benefícios em alguns segmentos, mas para outros – pelas incertezas do momento – o movimento atrasou a decisão de alguns projetos.

Além da Copa estamos em outro cenário, que também gera cautela nas decisões: as eleições e como ficará o ambiente econômico pós-eleição. Em face a isto, acreditamos que o franchising vai crescer a taxas menores do que dos últimos anos, porém ainda continuará acima do PIB brasileiro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile