Fabricantes de colchões: o varejo sabe vender seu produto?

Seção ‘Cliente Oculto’ da Móbile Lojista identifica como o conhecimento e explicação do vendedor sobre as colchões é essencial no processo de venda

Publicado em 17 de junho de 2015 | 11:39 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

 

Fernando Ratis/Criação Móbile

Cliente Oculto - Lojista 317

Equipe da Móbile Lojista visitou oito lojas no Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais para avaliar a venda de colchões

Escolher um colchão para ter momentos de descanso e sono tranquilo não é tarefa fácil. Para o vendedor, a missão em auxiliar neste processo pode ser fundamental, e conhecimento técnico para explicar as características do produto facilita a vida do cliente.

Atualmente o consumidor está mais consciente dos produtos que adquire e ao comprar um colchão, o preço pode já não ser mais o fator principal. Esse é um dos motivos que levaram a equipe de reportagem a avaliar a venda de colchões na seção Cliente Oculto nesta edição da Móbile Lojista. Os profissionais visitaram oito lojas localizadas em Fazenda Rio Grande (PR), São Bento do Sul (SC) e Ubá (MG), com a intencão de escolher um colchão de casal com preço que poderia variar entre R$ 1 mil e R$ 2 mil.

O objetivo era adquirir apenas um colchão de casal de 1,38 m de largura, mas a oferta do box em tamanho maior – 1,58 m (Queen) e 1,93 m (King) – não foi deixada de lado pelos vendedores.
Sem considerar o tamanho, a pouca diferença no preço influenciou neste fator. Por outro lado, isso pode ser uma recomendação dos fabricantes que orientam a venda do box (sommier e colchão).

Leia mais:
– Abicol realiza encontro com indústrias de colchões
– Móbile Lojista 318: informação estratégica
– Redes sociais: como melhorar a gestão na empresa

“É mais indicada a venda do conjunto, pois assim mantém-se um padrão de qualidade, acabamento e revestimento. Portanto, geralmente esta é a prática mais usada com nossos clientes”, diz o coordenador de desenvolvimento de produtos da Herval, Rafael Reis.

“Não priorizamos a venda do conjunto, mas é sempre bom indicar pelos benefícios garantidos esteticamente – para o produto ficar visível e mais bonito na casa do consumidor – e de qualidade, porque o conjunto Box é preparado para fazer o colchão durar mais que o estrado da cama, que prejudica a qualidade do produto ao longo dos anos, principalmente quando é um colchão em que se usa os dois lados”, informa o gerente de marketing da Gazin, Jesner Cobucci.

Para ler a matéria completa e saber a opinião de outros fabricantes de colchões como a Ecoflex, Hellen, Ortobom e Inducol, assine a revista pelo telefone 0800 979 1981 ou baixe o aplicativo para dispositivos móveis da Alternativa Editorial/Revista Móbile para Android ou iOS!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile