Estudo revela tendências de consumo para 2014

Estudo da TrendWatching revela tendências para o consumo e o novo consumidor em 2014

Publicado em 16 de abril de 2014 | 14:12 |Por: Portal eMobile

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Foi divulgado recentemente o relatório com as “5 Tendências de consumo cruciais para 2014 com foco na América do Sul e Central”. O material foi produzido pela TrendWatching, empresa independente que pesquisa tendências em relação ao consumo, entre outros estudos. Sediada em Londres (Inglaterra), mantém escritórios em Cingapura e no Brasil. O relatório é o primeiro dedicado a este público e contém previsões e insights de coolhunters no que diz respeito a consumidores e marcas.

Leia mais:
– NRF 2014 marca protagonismo do consumidor
– Entrevista: Hábitos do novo consumidor brasileiro
– Comunicação com o consumidor é essencial

De acordo com o estudo, 2014 promete ser um ano de contrastes e desafios para os consumidores e, consequentemente, para as marcas que pretendem conquistá-los. Pela análise, a expectativa dos consumidores vai continuar a engrenar e grandes oportunidades estarão esperando quem souber entender e atender as necessidades desse público, em constante mudança e sempre atentos a novas ofertas.

5 tendências de consumo

 

Tendências

Uma das tendências apresentadas, “Status Smarts”, ou status inteligente, revela que na região do estudo ainda faltam novas ideias, informações, conhecimento, ou ainda uma educação formal de qualidade. Porém, o mundo digital oferece uma quantidade infinita de informações ao alcance de todos. Os empreendedores se tornaram superstars e a nova
classe média busca desenvolvimento e realização pessoal continuada. E as marcas devem suprir esta necessidade dos consumidores.

As cidades-alvo pesquisadas têm fortes características, além de terem muita energia, potencial e caos. Nesse cenário, os “Civicsumers”, segunda tendência apontada, são os consumidores urbanos de cada região e que apresentam grande potencial de influenciadores nas mídias sociais – suscetível a mudanças muito rápidas. Para as empresas, a dica é buscar plataformas que ajudem as pessoas a expressarem suas necessidades e desejos locais.

Confira essa reportagem completa na edição 304 da revista Móbile Lojista.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile