Entrevista com a varejista Novo Mundo: foco no consumidor

Executivo da rede varejista Novo Mundo alerta para a necessidade de “virar as costas para a loja” e focar no consumidor

Publicado em 19 de junho de 2015 | 17:00 |Por: Marina Gallucci

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

 

Divulgação Lojas Novo Mundo

ENTREVISTADO PORTAL

“Lanço o desafio: pergunte para 100 executivos sobre como se dá o consumo do ponto de vista do cliente e como ele faz a mediação da informação. Poucos saberão a resposta”, desafia Araújo

Na edição 318 da revista Móbile Lojista, a equipe de reportagem fez entrevista com o diretor  de marketing da Lojas Novo Mundo, Luiz Cláudio Araújo, que contou sobre como a rede se desenvolveu e se mantém no mercado, além de a necessidade do varejo em se focar no consumidor. Confira:

A Novo Mundo nasceu em abril de 1956 com uma loja de 80 m2 no centro de Goiania (GO), fundada por Luziano Martins Ribeiro. Alem do proprietário, contava com mais três funcionários. Hoje, quase sexagenária, a rede de varejo de moveis e eletrodomésticos tem mais de 200 lojas espalhadas no Distrito Federal e nos Estados de Goiás, Mato Grosso, Tocantins, Minas Gerais, Bahia, Maranhão, Pará, Amazonas, Roraima e Amapá e 6,5 mil colaboradores.

Alem disso, mostra que esta com fôlego de uma de jovem empresa, que consolida sua expansão com um modelo agressivo de gestão e fortes estratégias de mercado alicercadas em muita pesquisa e conhecimento de seus consumidores, segundo defende o diretorde Marketing Luiz Cláudio de Araújo. Especialista em antropologia do consumo, ele conta quais são os pilares que contribuiram para o crescimento da rede.

Leia mais:
– Móbile Lojista 318: informação estratégica
– Lojas Colombo com nova unidade em SC
– Casas Bahia cria portal com engajamento social

Móbile Lojista | A Novo Mundo é uma empresa familiar, como funciona o modelo de gestão da empresa?
Luiz Cláudio Araújo | Em 2008, a empresa precisava avaliar a expansão e a primeira
decisão foi definir um plano estratégico. Então, a rede buscou profissionais de destaque e formou o comitê de gestão, composto pela diretoria – da qual faço parte – e executivos que vieram de varias companhias brasileiras.
Quem preside a rede e Luciano Martins Ribeiro, filho do Sr. Luziano, que também esta no comitê de gestão. Somado ao conselho de administração, são esses os núcleos que decidem as estratégias. Ter ou não membros da família neles, além do presidente, não e nenhuma condição de qualidade ou falta dela. Temos uma característica de sermos mais agressivos, do ponto de vista estratégico.

Lojista | Recentemente, a empresa anunciou planos de expansão. Qual é a
estratégia?
Araújo | Apesar de o maior share na Região Centro-Oeste e Norte do País já ser nosso, buscamos e queremos mais. E nosso radar aponta para Piauí, Ceará, Rondônia, Acre e Mato Grosso do Sul – além de segmentar mais onde já atuamos. No entanto, 2015 e um ano de economia instável, dificílimo para o varejo. Por isso, trabalhamos também para melhorar a produtividade geral e por loja, melhorando processos, reduzindo despesas… Tudo que permita atravessar o ano, antes de começar a expandir.

Para ler a entrevista completa, assine a revista pelo telefone 0800 979 1981 ou baixe o aplicativo para dispositivos móveis da Alternativa Editorial/Revista Móbile para Android ou iOS!

 

 


Os comentários estão desativados.

eMobile