Vendedor de móveis: saiba a diferença entre MDF e MDP para especificar ao consumidor

Conheça as diferenças entre MDF e MDP para especificar ao consumidor

Conversamos com fabricantes de painéis para apontar as particularidades dos móveis fabricados em MDF e MDP para o vendedor de loja ter mais conhecimento técnico ao apresentar ao consumidor

Publicado em 19 de setembro de 2017 | 17:30 |Por: Gabriela de Lara

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Durante todas as etapas de produção de um móvel, certas características são cuidadosamente pensadas para que o resultado do projeto seja um item de qualidade e se adapte às necessidades do cliente. Um dos primeiros passos é a escolha da matéria-prima. A diferença entre MDF e MDP, painéis de madeira utilizados na composição de peças de mobiliário, pode interferir em vários aspectos do móvel, como sua estabilidade, acabamento e superfície.

Em vista disso, é importante o vendedor de móveis ter conhecimento entre a diferença entre MDF e MDP e saber destacar isso para o consumidores. Desta maneira, elaboramos esta reportagem (entre outras que estão programadas) de forma a auxiliar o vendedor de móveis a ter maior conhecimento técnico dos móveis e poder vendê-los com maior propriedade aos consumidores.

Divulgação Eucatex

diferença entre MDF e MDP

Os painéis de MDP são constantemente associados ao antigo aglomerado, o que é um erro

Diferença entre MDF e MDP
Sigla para Medium Density Fiberboard, o MDF é formado por fibras unidas de média densidade. É esta característica que acaba distinguindo o preço dos painéis para o MDP. Produzido a partir de madeira Pinus ou Eucalipto, o painel possui coloração clara e grande maleabilidade para usinagem.

Já MDP é a sigla para Medium Density Particleboard ou painel de Partículas de Média Densidade. No MDP, as partículas são posicionadas de forma diferenciada, com as maiores dispostas ao centro e as mais finas nas superfícies externas, formando três camadas. “O MDP é formado por camadas de partículas de madeira selecionada de eucalipto, enquanto o MDF é homogêneo e não possui camadas”, explica a gerente de marketing e produtos da Duratex, Renata Braga.

Divulgação

diferença entre MDF e MDP

Segundo a Eucatex, 80% do mercado corporativo usa MDP

As fabricantes de painéis Berneck, Duratex e Eucatex, assinalam que, para processos de usinagem, o MDF é o mais indicado, porém ambos podem compor o mesmo móvel. “A escolha por um ou por outro deve ser feita pela facilidade de uso, aproveitamento, oportunidade de agregar valor e não apenas pelas características físicas ou técnicas do produto”, ressalta Renata.

“Muitas empresas preferem o MDP pois, além do menor custo, possui melhor estabilidade dimensional para usos em áreas com maior umidade”, explica a gerente de marketing da fabricante Eucatex, Andréa Krause. Ela frisa que é mito dizer que o MDF é melhor que o MDP. “No momento da venda o vendedor deve ser capaz de diferenciar os produtos para o consumidor, mas nunca colocando um acima do outro”, assinala.

O MDP ainda precisa superar um certo mito de ser comparado aos antigos aglomerados de madeira, composições utilizadas na década de 40, feitas com serragem e restos de madeira das fábricas, unidos por cera e resina devido à escassez de matéria-prima. “São produtos distintos e esta comparação é completamente errada”, explica o gerente de vendas da Berneck, Ademir Coimbra. “O MDP hoje possui tecnologia bem diferente do antigo aglomerado, reforçando a qualidade superior. No segmento corporativo, 80% do mercado usa MDP”, ressalta Andrea da Eucatex.

Divulgação Berneck

Diferença entre MDF e MDP

Ideal para processos de usinagem e baixo relevo, o MDF é formado por fibras unidas de média densidade

Destacar a qualidade dos painéis de madeira fabricados no Brasil também é importante, sugere a gerente da Eucatex, já que são feitos com madeira de reflorestamento, diferente de outros países que reciclam os produtos. “Cada fabricante projeta seu móvel e utiliza os acabamentos e ferragens segundo as especificações dos substratos, para garantir eficiência e durabilidade”, define.

Custo e espessura
Com relação ao custo dos produtos, há uma diferença de etapas no processo de fabricação, no qual o MDF possui um maior número. “O custo torna o MDP mais competitivo e, portanto, mais usado em indústrias seriadas, enquanto o profissional de marcenaria, por exemplo, prefere o MDF por conta dos processos e equipamentos”, explica Andrea.

Com relação à espessura dos painéis, os fabricantes de móveis utilizam densidades menores na estrutura do móveis e maiores nas portas, da mesma forma que outros utilizam uma única em toda estrutura do móvel. “Peças compridas e com larguras menores tendem a ter desvios por flexões. Por isso, em tampos e portas devem ser utilizadas espessuras maiores que 15 mm”, completa Renata.

Andrea, da Eucatex, explica que a espessura da peça, assim como a diferença entre MDF e MDP está diretamente relacionada às especificações do projeto. “Para isso existem designers e projetistas estudam para projetar móveis segundo requisitos de desempenho, mecânico, ferragens, e vãos que garantam a qualidade do produto”, comenta. Para saber mais, confira abaixo um documentário produzido pela Berneck apresentando a diferença entre MDF e MDP, suas principais características, entre outros assuntos sobre os painéis de madeira.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile