PNDV: o programa de R$ 3,5 milhões para o varejo

Projeto deve ser executado em até dois anos e a expectativa é que, das 27 unidades federativas, mais da metade seja atendida com ações ligadas ao convênio

Publicado em 21 de outubro de 2016 | 9:10 |Por: Pedro Luiz de Almeida

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) lançam, nesta quinta-feira (21), em Brasília, o Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo (PNDV). Ao todo, serão investidos cerca de R$ 3,5 milhões no projeto. O montante é destinado a criação de políticas públicas para o segmento, assim como organização de eventos com líderes e dirigentes lojistas.

Shutterstock

PNDV

Do total do valor que o PNDV receberá, 30% será oriundo da CNDL e 70% do Sebrae

“O setor do varejo possui valiosa participação na formação do PIB brasileiro e contribui de forma expressiva na geração de emprego e renda no país. É nítida a importância de se promover projetos e programas com foco no fortalecimento do segmento, que é formado em sua imensa maioria por micro e pequenas empresas”, destaca o presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, Honório Pinheiro, sobre o PNDV.

O intuito é que a ação seja executada em até dois anos e a expectativa é que, mais da metade das 27 unidades federativas, sejam beneficiadas com projetos ligados ao PNDV. O destino das verbas ficará a critério da Confederação, respeitando as necessidades de cada estado que será beneficiado com a parceria de ambas as instituições.

Leia mais:
– Natal deve gerar empregos temporários
– Confiança do comércio aumenta
– Pesquisa com indústrias de Arapongas

Segundo o presidente da entidade, a escolha será tomada levando em consideração diversos critérios como o nível de organização do varejo de cada região. “A confederação vai viabilizar a parceria com os estados, dentro de alguns programas que nós já temos, no sentido de dar uma força maior às ações voltadas, sobretudo, às políticas públicas”, afirma Pinheiro.

(com informações de assessoria de imprensa)

Quer saber mais? Curta a página do Portal eMóbile no Facebook e fique por dentro do setor moveleiro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile