Black Friday: Dicas para o consumidor e o lojista

Empresas disponibilizam serviços de identificação de descontos reais durante a Black Friday 2014 e dão dicas para pequenos lojistas

Publicado em 12 de novembro de 2014 | 15:42 |Por: Marina Werneck de Capistrano

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Shutterstock

Em 2013 a data movimentou R$ 770 milhões num único dia

Em 2013 a data movimentou R$ 770 milhões num único dia

Em sua quarta edição, a Black Friday Brasil acontece no dia 28 de novembro. A ação virtual – que contempla uma série de descontos em produtos – segundo a empresa E-bit, terá para este ano a previsão de faturamento na casa dos R$ 1,2 bilhão, o que representa um crescimento nominal de 56% em relação ao evento de 2013. Na oportunidade, o setor movimentou R$ 770 milhões num único dia.

Para o consumidor

O Buscapé – empresa que disponibiliza a comparação de preços entre as marcas – para este ano oferece uma série de serviços que ajudarão o consumidor a encontrar as melhores ofertas. Com apoio da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio SP) e da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), o site terá sua home repaginada com temática especial, trazendo uma seleção ofertas de produtos.

Leia mais:
Black Friday 2014 se aproxima
Magazine Luiza se prepara para Black Friday
SPC Brasil: Gastos serão maiores no Natal

Uma das novidades deste ano é o Selo Black Friday, que indicará as melhores ofertas disponíveis, tanto no acesso pela Internet quanto pelo aplicativo. Outros serviços são o envio de alertas de preços (o consumidor é avisado quando alguma loja baixa o valor de um determinado produto), lista de desejos (que pode ser criada com os produtos de maior interesse e monitorar as ofertas), avaliação de produtos por especialistas e usuários que já compraram e a consulta do histórico de preços nos últimos 30 dias.

Pequenas lojas virtuais

Para Adriano Caetano, diretor da Loja Integrada – plataforma de criação de loja virtual gratuita – a maior parte dos erros durante o Black Friday se encontra na logística. “Todo mundo fica ansioso para vender, mas esquece que cada conversão precisa de uma logística. É arriscado, por exemplo, vender um produto que não está no seu estoque ou do seu fornecedor”, explica o diretor, cuja expectativa é que mais nichos integrem o Black Friday este ano.

Pelas palavras do diretor, vale lembrar que nem sempre o objetivo da Black Friday para uma loja virtual é apenas vender. A promoção também serve para fazer branding e fidelização da clientela. O lojista não pode esquecer de criar uma estratégia de pós-venda para continuar a comunicação com os clientes que já compraram uma vez.

Outras dicas segundo Caetano:

• O layout da sua loja virtual está harmonioso e organizado para o consumidor visualizar os produtos? Essa é uma preocupação que poucos lojistas tem na hora de participar da promoção, mas é essencial para a conversão. A loja virtual precisa estar convidativa para o consumidor.

• Cuidado com seu limite de visualizações. Se a promoção for grande, aumente seu servidor ou plano ou faça algo apenas para os seus clientes. Nada pior do que uma página fora do ar quando está todo mundo na internet.

• O consumidor está muito esperto com a Black Friday e sabe exatamente o que é promoção de verdade. Antes de entrar na grande liquidação, faça as contas, reveja as margens e promova grandes negócios aos seus clientes.

• Evite fazer distinções na promoção, concedendo desconto apenas para quem paga à vista ou em boleto. Formas de pagamento são importantes para fidelizar o consumidor e atrair novas vendas.

• A venda não é o último contato com o cliente, mas todo o processo. O maior número de reclamações na edição passada foi a falta de pontualidade na entrega. Se prepare antecipadamente e dê prazos reais.

• Não deixe para divulgar sua participação no Black Friday na última hora. Alguns empreendedores virtuais acreditam que isso pode diminuir a conversão ao longo do mês, já que o consumidor pode esperar o Black Friday. Mas o que é melhor – comprar na sua loja ou da concorrência?

• No dia da promoção, fique 100% do tempo focado na sua loja. Esteja nas redes as redes sociais e prepare o e-mail e telefone para tirar dúvidas. É uma de aumentar a conversão e dar prestigio à sua loja.

No vídeo abaixo, o idealizador do Black Friday Brasil dá outras dicas, confira:

(com informações do Buscapé, Loja Integrada e Sebrae)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile