Aumento de investimentos sinaliza crescimento da economia

Produto Interno Bruto brasileiro cresce 2,3% em 2013 e aumento dos investimentos sinaliza que economia manterá trajetória de expansão em 2014

Publicado em 2 de maio de 2014 | 14:10 |Por: Joana Castro, equipe Conteúdo

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Renato Araújo/Agência Brasil

Consumo das famílias chegou a R$ 3,1 trilhões em 2013

Consumo das famílias chegou a R$ 3,1 trilhões em 2013

O crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2013 – de 2,3% – ficou dentro do patamar apontado pelas projeções mais realistas. O resultado, divulgado no final de fevereiro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), não chega a ser extraordinário. Ficou, porém, dentro do possível, se levada em conta a conjuntura internacional, se comparado ao crescimento da economia mundial e se considerado o viés da política econômica interna. Alguns componentes do índice sinalizam que, para 2014, os resultados deverão ser semelhantes – ou até melhores, se o cenário externo ajudar.

Leia mais:
– Índice de confiança de empresários industriais cai em abril
– Pesquisa aponta crescimento nas vendas em maio
– Varejo gaúcho registra crescimento superior à média nacional

O componente que mais dá essa indicação é a Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), que na prática é a soma dos investimentos feitos pelas empresas em sua produção. A FBCF alcançou, em 2013, quase R$ 889,3 bilhões, um aumento de 6,3% em relação a 2012. “É importante ressaltar que o crescimento de 2013 foi de qualidade, [já que] foi puxado, entre outras coisas, pelos investimentos”, assinalou o ministro da Fazenda, Guido Mantega, na entrevista coletiva sobre os dados divulgados pelo IBGE.

Comércio

Numa lista de 12 atividades, o comércio ficou em quinto lugar entre as que mais se expandiram em 2013. O crescimento do comércio foi ligeiramente maior que o aumento do PIB: 2,5%. Mais uma vez, a atividade foi beneficiada pelo consumo das famílias, que registrou alta pelo décimo ano consecutivo, segundo o IBGE. O consumo das famílias somou R$ 3,1 trilhões em todo ano passado, elevação de 2,3% em relação a 2012 (índice idêntico, portanto, ao incremento do PIB).

Ilustração: Iara Amaral/Revista Móbile

Crescimento das economias em 2013

China foi o país que mais cresceu em 2013, com 7,7%

Confira essa reportagem completa na edição 305 da revista Móbile Lojista.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile