Arquitetura voltada ao varejo é tema de palestras em Curitiba

Entre os convidados do evento, promovido pela plataforma ARQTTO, estiveram os arquitetos Manoel Doria, Keiro Yamawaki, Juliana Lahóz e Pedro Sunye e Lucas Issey

Publicado em 14 de junho de 2017 | 16:22 |Por: Pedro Luiz de Almeida, equipe de conteúdo

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

As novas tendências de consumo são responsáveis por significantes mudanças no comércio, desde a forma de se relacionar com o cliente até questões relacionadas ao design e como a arquitetura voltada ao varejo impulsiona os negócios. Diante desse cenário, a plataforma ARQTTO promoveu um ciclo de palestras com empresários e arquitetos de Curitiba (PR), na última terça-feira, para debater o assunto.

O evento, sediado na Associação Comercia do Paraná (ACP), reuniu os renomados arquitetos Manoel Doria, da Doria Lopes Fiuza, Keiro Yamawaki, da Garage Plan e ASBEA-PR, Juliana Lahóz, da Juliana Lahóz Arquitetura, e Pedro Sunye e Lucas Issey, da Y Arquitetos.

Divulgação

arquitetura voltada ao varejo

Doria explicou a necessidade dos lojistas compreenderem as novas formas de consumo

Com expertise em empreendimentos multiuso, Doria frisou que, mesmo em tempos de crise, há demanda por projetos de varejo, especialmente aqueles ancorados em novas tendências de consumo.

“Saber o comportamento e a expectativa do cliente e oferecer a ele experiências que vão além da compra em si é um dos grandes balizadores da arquitetura nesse segmento”, comentou Doria.

Novas possibilidades
Já Keiro Yamawaki explorou, em sua palestra, o nível de conforto oferecido nas vagas de estacionamentos do varejo e como isso representa um desafio na captação de clientes para os empreendimentos.

Yamawaki também explicou os desafios de tornar um estacionamento, ao mesmo tempo, agradável, funcional e bonito, fugindo do conceito de edifícios-garagem que impactam negativamente as paisagens urbanas.

Relembre as tendências de consumo apontadas na NRF 2017

Juliana Lahóz revelou como, por meio de soluções em mobiliário, padrões e revestimentos, trabalhou a identidade visual da marca Chocolateria, tendo pouco espaço, 24 metros quadrados, e orçamento limitado.

Divulgação

arquitetura voltada ao varejo

Exemplo da arquitetura voltada ao varejo: ambiente romântico, vintage e funcional, da arquiteta Juliana Lahóz

Por sua vez, o time da Y Arquitetos, Pedro Sunye e Lucas Issey, demonstrou cases de lojas que tiveram o faturamento impactado por aspectos arquitetônicos ligados a performance, identidade e empatia.

O conteúdo do evento sobre as tendências de consumo e como arquitetura voltada ao varejo pode ser uma forte aliada dos negócios estará disponível em um e-book, a ser divulgado em breve nos canais oficiais da plataforma ARQTTO.

Mais informações
O evento teve o apoio do IAB (Instituto de Arquitetos do Brasil), da Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (ASBEA-PR), da Arauco, da Incepa, a Ilumix e do Balaroti. “O mercado paranaense está evoluindo cada dia mais em relação à compreensão de valor do design e da arquitetura em seus negócios. Iniciativas geradoras de conhecimento, como esta, reafirmam ainda mais a visão sobre o a versatilidade do trabalho dos profissionais da área”, disse Fabiola Molteni, coordenadora de Marketing da Arauco.

(Com informações de assessoria de imprensa)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile

Acompanhe o emobile nas redes sociais

Linkedin
Facebook