Apostar em showroom ajuda a vender

Embora a afirmativa pareça falsa, não é. Além de deixar a loja mais bonita e mais parecida com uma casa, o showroom aumenta as vendas

Publicado em 24 de agosto de 2015 | 11:31 |Por: Dayanne Catherine Wozhiak, equipe de Conteúdo

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

 

Showroom

Os showrooms têm sido grandes apostas no varejo e, quando bem montado, pode ajudar a aumentar as vendas. A Casas Bahia, recentemente, investiu no negócio e obteve um crescimento de 20% nas vendas de novembro de 2014 a janeiro de 2015 na loja piloto, o que motivou a Via Varejo a expandir o modelo para as demais unidades da marca em todo o País.

De acordo com a companhia, que administra a rede, o investimento no setor moveleiro faz parte do projeto Crescer Mais e é uma das grandes apostas. Os móveis agora são ambientados e dispostos em espaços decorados, organizados em quatro estilos diferentes: jovem, contemporâneo, romântico e natural. As lojas também são revitalizadas para receber o novo modelo.

Leia mais:
Casas Bahia investe em novo ambiente de exposição de móveis
Turquesa: novo padrão de cor da Artely
Loja Oppa no Construir Casa Design

Como montar o showroom?

A melhor forma de planejar um showroom é pensar primeiro no percurso do cliente e como surpreendê-lo durante o trajeto. “É importantíssimo que todos os ambientes sejam igualmente acessíveis e que haja sempre um espaço de no mínimo 60 cm entre um móvel e outro para garantir a passagem”, destaca a visual merchandiser da Oppa, Nicole Santini.

Fazer alternância de espaços entre salas, cozinhas, quartos etc., também é muito importante, segundo ela. Isso ajuda o cliente a pensar naquele ambiente como a sua casa, e a se inspirar. “Alternar estilos e paletas de cores gradativamente durante o percurso também é muito importante, pois dessa forma consigo atingir gostos distintos”, diz. Além disso, barreiras visuais entre um ambiente e outro, separa combinações que talvez não conservem entre si e ajuda a causar surpresa.

Tanto na Oppa quanto na Casas Bahia, o prazo de troca de showroom é de seis meses. Mas Nicole Santini diz que, mensalmente, procura atualizar e colocar novidades da loja nos ambientes. Como trata-se de uma loja que trabalha com móveis e acessórios de design, a decoração é muito importante. O desafio da visual merchandiser, nesse sentido, é dispor os objetos para fazer o cliente se sentir, de fato, em uma casa.

“Não queremos apenas que nossos clientes sintam a textura da madeira de um móvel, o conforto de um sofá, a densidade das almofadas. Queremos inspirar, acolher e emocionar nossos clientes”. Para isso, ela destaca vasos com plantas, revisteiros e objetos decorativos, que costumam dar vida aos ambientes. Mas lembra também que espaços mais minimalistas e simples também devem existir, para que todos os públicos sejam atingidos. “Fazendo um trabalho conciso e bem estudado, focado no contraste entre os nossos produtos, não tem como errar!”, conclui.

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile