APAC publica estudo sobre mercado para móveis de luxo na Ásia

Estudo prevê movimentação do setor moveleiro de alto padrão na Ásia até 2020

Publicado em 4 de dezembro de 2015 | 11:20 |Por: Nicholle Murmel

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

 

Segundo relatório divulgado em junho deste ano pela ApacMarket.com, o mercado para mobiliário de luxo na região da Ásia-Pacífico (China, Índia, Cingapura, Malásia e Japão) deve movimentar até 5,4 bilhões de dólares até 2020. Segundo o documento, intitulado “Asia-Pacific Luxury Furniture (China, India, Singapore, Malaysia, and Japan) Market (Material, End Use and Country) – Analysis, Segmentation and Forecast, 2014 – 2020”, esse valor representa uma taxa de crescimento anual composta de 6,2% entre para os próximos seis anos. Fatores como mais renda disponível, melhora no estilo de vida dos consumidores e crescimento significativo do PIB de muitos dos países analisados no estudo são alguns dos responsáveis pela expansão do mercado asiático.

commune_-_paragon_lifestyle_concept_store

Foto: Portal sg.asia-city.com

Essa ampliação é reforçada pelo desenvolvimento do setor imobiliário na região, que levou ao consumo de móveis de luxo tanto em residências quanto imóveis comerciais. A China é onde essa demanda mais cresce por conta da maior renda dos consumidores e do processo rápido de urbanização.

Peças em Madeira foram as mais compradas por causa do apelo estético do material em comparação a outros. Por consequência o segmento de marcenaria é o que mais gerou renda no mercado moveleiro de luxo – o equivalente a 24% do faturamento total do setor em 2014. Metal é a segunda matéria-prima mais buscada, correspondendo a 20% do mercado. O material é usado principalmente na fabricação de mobiliário externo e peças para sala de estar, quarto e cozinha por conta da durabilidade.

O mercado para os itens de luxo deve crescer a uma taxa acumulada de 6,7% no período englobado pelo documento. Outros materiais que chamaram atenção incluem couro, plástico, vidro e outros, como palha ou vime, tecido, fibras, pedra, mármore, granito, poliuretano e acrílico. Dentre esses materiais, a expectativa é que o vidro tenha mais procura, acumulando crescimento de 8% nos próximos anos por seu uso crescente em designs mais modernos.

Sob o ponto de vista do consumidor final, o segmento doméstico corresponde a quase dois terços no mercado total de mobiliário. O terço restante é composto pela demanda comercial. Escritórios corporativos e o setor hoteleiro adotaram rapidamente os móveis de luxo. Os hotéis contribuíram com a maior fatia da renda gerada pelo mobiliário comercial em 2014. Espera-se que as peças de alto padrão substituam as convencionais no segmento hoteleiro em geral. Sendo assim, essa área é a que tem previsão de crescimento mais rápido entre 2015 e 2020 conforme o documento da Apac Market.

Um grande número de fabricantes dos próprios países, bem como internacionais, fornecem produtos para a região da Ásia-Pacífico. Entre os atores nesse mercado estão JL&C Furniture Co. Ltd., PT. Wirasindo Santakarya, McMichael Furniture, Kovacs Design Furniture, De Bruin-Judge Furniture Ltd., Dynamic Furniture Industries (M) Sdn Bhd, Falcon Incorporation PTE Ltd., Shanghai Casagi Furniture Ltd. Ee Wegmans Furniture Industries Sdn Bhd. Nenhum desses players-chave oferece um catálogo complete de móveis. Uma empresa pode comercializar um tipo específico, como cozinhas, peças para banheiro, iluminação, etc. Essa configuração empresarial cria fragmentação em termos de provedores de produtos, o que leva, gradualmente, à tendência de contratos entre designers de interiores e fabricantes de móveis. Essa estratégia ajuda as empresas a expandir seu alcance em áreas específicas do consumo final.

xtra-parkmall-singapore

Foto: Portal sg.asia-city.com

Descobertas-chave do estudo da Apac Market:

As peças para casa devem dominar o mercado moveleiro de luxo durante o período 2015-2020.

Móveis para sala e quarto corresponderam a quase metade da demanda por itens domésticos em 2014. Porém, o segmento de iluminação deve crescer rapidamente, com taxa acumulada previsto de 7,6% até 2020.

O ramo hoteleiro deve continuar a dominar as compras de mobiliário comercial ao longo de todo o período analisado.

A China terá o maior crescimento no mercado de móveis de luxo ao longo dos próximos seis anos, seguida pela Índia.

Há uma competição apertada no setor moveleiro de luxo na Ásia-Pacífico. São vários fabricantes da região atuando, com novos lançamentos que trazem design inovador e estratégias de venda bem traçadas pelas empresas. Além disso, as vendas por plataformas de e-commerce ajudam esses players a expandir seu alcance e impulsionam o crescimento do mercado como um todo.

(Com informações do portal apacmarket.com)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile