SPC: Inadimplência com tendência de alta no início de 2014

Índice do SPC que registra a inadimplência tem comportamento de alta no começo de 2014

Publicado em 19 de março de 2014 | 11:34 |Por: Marina Gallucci

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O Brasil tem 52 milhões de consumidores em situação de inadimplência, estima o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em pesquisa divulgada em 13 de março. Esse é o número de pessoas que deixaram de pagar pelo menos uma dívida nos últimos cinco anos até fevereiro de 2014.

De acordo com os dados, também em fevereiro deste ano, o índice apresentou alta de 5,54% em comparação com 2013 – elevação maior do que a verificada em fevereiro de 2013 (5,34%), porém abaixo do que a registrada em igual período de 2012 (7,74%).

Já na comparação com o mês de janeiro de 2014, o número de consumidores inadimplentes cresceu 1,95%, o crescimento mais elevado desde fevereiro de 2010, início da série histórica.

Na avaliação do SPC Brasil, “após a inadimplência ter fechado o ano de 2013 em trajetória de desaceleração – principalmente por conta da menor disponibilidade de crédito ao consumidor – o indicador tem apresentado comportamento de alta neste início de ano”.

Leia mais:
IPCA apresenta elevação em fevereiro
Serasa regista que 160 mil empresas são formalizadas
2014 inicia com inadiplência em alta

Segundo a instituição, o resultado era aguardado e reflete as compras não planejadas e contraídas em forma de parcelas no Natal do ano passado, assim como nas liquidações de janeiro, período de reaquecimento do comércio. Além disso, deve-se provavelmente ao comprometimento do orçamento familiar com pagamentos de despesas típicas de início de ano, como IPTU, IPVA e gastos escolares.

Quantidade de dívidas
Já o número de dívidas em atraso cresceu 3,02% em fevereiro de 2014 na comparação com 2013. O crescimento foi menor que o observadono mês anterior, em comparação com o ano passado (3,15%). É a terceira maior taxa registrada nos últimos 12 meses. Já na variação mensal — fevereiro de 2014 sobre janeiro último — o número de dívidas em atraso avançou 0,80%.

Número médio de dívidas
Cada consumidor inadimplente tinha em média 2,044 dívidas em atraso no mês de fevereiro de 2014. O resultado é um pouco menor do que o verificado em janeiro (2,067 dívidas atrasadas por pessoa física) e também o menor resultado registrado desde o início da série histórica, em janeiro de 2010. O resultado não reflete somente a quitação de dívidas, mas também o aperto na concessão de crédito, segundo o SPC.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile