Desempenho do mercado de móveis em 2018 tem queda em três de cinco indicadores

Em 2018, recuaram em comparação com o ano anterior as vendas no comércio, a produção e a produtividade industrial, enquanto cresceram o emprego e o comércio exterior

Publicado em 22 de fevereiro de 2019 | 10:03 |Por: Luis Antônio Hangai

O desempenho do mercado de móveis em 2018 apresentou queda em três dos cinco principais indicadores levantados pelo Instituto de Estudos e Marketing Industrial (Iemi). Foram registradas retrações, no comparativo com o ano anterior, nas vendas do varejo, produção das fábricas e produtividade industrial, ao passo que apresentou crescimento o emprego e a exportação brasileira de móveis.

Inflação de móveis cresce 0,12% em janeiro de 2019

As vendas no comércio varejista de móveis apresentaram crescimento de 7,3% em volume de peças e de 7,7% nas receitas em dezembro frente a novembro de 2018. Entretanto, o resultado mensal não impediu que o acumulado de 2018 registrasse recuo de 3,3% em volume de peças e queda de 2,4% em valores nominais comercializados no varejo moveleiro.

A produção de móveis, em volume, apresentou queda de 20,4% na passagem de novembro para dezembro. No acumulado do ano o setor registrou, em volume de peças produzidas, queda de 0,3%. Já em valores nominais, a receita da indústria moveleira caiu 20,5% no mês de dezembro frente a novembro, mas no total anual cresceu 9,3% frente a 2017.

O emprego na indústria de móveis apresentou queda de 1,3% no mês de dezembro em comparação com o mês imediatamente anterior, mas acumulou crescimento de 1,4% no ano. A produtividade média do setor caiu 11,6% em dezembro, fechando o ano com queda de 1,8% na base anual.

No desempenho do mercado de móveis em 2018 destacou-se o comércio externo. Em relação à balança comercial da indústria de móveis, as exportações brasileiras somaram US$ 694,2 milhões em 2018, alta de 11,4% em relação ao ano de 2017. Já as importações atingiram US$ 540,7 milhões no ano de 2018, alta de 6,8% em relação a 2017.

Confira outros indicadores publicados pelo eMóbile
Móveis e eletrodomésticos encerram 2018 com baixa de 1,3% nas vendas
Produção de móveis em 2018 é 0,3% menor do que ano anterior
Exportação de móveis em 2018 é a maior dos últimos 10 anos

Os dados de desempenho do mercado de móveis fazem parte do relatório elaborado pelo Iemi com o apoio da Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul (Movergs), com base no relatório conjuntural mensal Termômetro Iemi e complementado por consultas a fontes secundárias como IBGE, CNI e Secex.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile