Grupo Saint-Gobain recebe certificação LEED Gold

Certificado foi conquistado devido ao baixo consumo energético, inovações e práticas sustentáveis exemplares no ramo da construção

Publicado em 6 de abril de 2017 | 14:59 |Por: Gabriel Belo

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O Centro de Pesquisa e Desenvolvimento do Grupo Saint-Gobain no Brasil, localizado em Capivari (SP), recebeu a certificação LEED, agraciada pela U.S. Green Building Council, dos Estados Unidos, instituição que reconhece práticas e desenvolvimentos sustentáveis no ramo da construção.

Os pontos analisados pela corporação dizem respeito diretamente aos projetos de construção, que envolvem: planejamento geográfico, uso consciente da água, utilização de materiais e recursos, eficiência na questão energética e nos ambientes internos de edificação, capacidade de inovação e uso da tecnologia, gerenciamento do canteiro de obras e outros.

As instalações e os projetos desenvolvidos pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento já se baseavam nos padrões mundiais da Saint-Gobain. Na parte de sustentabilidade e conforto, por exemplo, há o Care: 4®, que ajuda a aperfeiçoar a competência na questão energética, dividindo o consumo usual por quatro.

Além dele, o Multiconforto, que também trabalha com a eficiência elétrica, deixando o prédio com conforto térmico/acústico e mantendo o consumo elétrico baixo, com uso calculado da luz e trabalhos para recuperação e reutilização da água.

O presidente da Saint-Gobain no Brasil, Argentina e Chile, Thierry Fournier, comentou sobre a certificação da LEED Gold. “A certificação LEED Gold reconhece a expertise do Grupo Saint-Gobain em desenvolver materiais e soluções inovadores que contribuem para tornar os edifícios no Brasil e no mundo mais sustentáveis, econômicos em energia, além de oferecer conforto e bem-estar aos usuários”, diz.

Visando se adequar a todas as exigências feitas pelo U.S. Green Building Council, as estratégias adotadas seguiram a linha das empresas do Grupo Saint-Gobain, utilizando, principalmente o SageGlass®, um vidro eletrocrômico único no Brasil, que está presente nas duas fachadas do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento e pode ter sua aparência alterada através de comandos. Além do vidro, houve um cuidado com as questões ligadas a isolamento de paredes, tetos e pisos.

Confira as novidades apresentadas pela Norton na Fimma Brasil 2017

O diretor do Centro de Pesquisa de Desenvolvimento, Paul Houarang, falou com entusiasmo sobre a certificação. “O Centro de P&D da Saint-Gobain é um exemplo do que se faz de melhor em termos de construção sustentável e eficiência no Brasil. Nosso consumo energético médio anual será de 55 kWh por metro quadrado, o que representa uma redução de 65% quando comparado com as melhores edificações brasileiras”, afirma.

O edifício que recebeu os devidos reconhecimentos é o primeiro do Grupo Saint-Gobain a estar localizado no Hemisfério Sul. Seu principal foco é acelerar e auxiliar na inovação de materiais de construção de alto desempenho, adaptando eles a situações específicas e aplicando-os de acordo com as necessidades dos mercados locais.

Além disso, o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento também atua com espaços de interações com clientes, realizando startups e estando em contato direto com parceiros do universo acadêmico e científico. Devido a seu projeto modular, o prédio pode ser expandido futuramente.

Veja vídeo da empresa sobre a certificação


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile