Mudanças no Sped impactam softwares de gestão

Mediante decisão da Secretaria da Fazenda, o novo Sped se tornará obrigatório de janeiro em diante para empresas de receita superior a R$ 78 milhões e a partir de julho para as restantes

Publicado em 6 de dezembro de 2017 | 15:43 |Por: Thiago das Mercês

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) começa a operar em novo sistema em 2018. Com as mudanças no Sped, a Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais (EFD-Reinf) vai passar a abarcar as informações que hoje são exigidas na Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte (Dirf), na Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social (Gfip) e da Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta (CPRB). A plataforma contempla todas as retenções do contribuinte sem relação com o trabalho, como PIS, Cofins, Imposto de Renda, CSLL e INSS.

Por determinação da Secretaria da Fazenda, o novo Sped passa a ser obrigatório a partir de janeiro para as empresas que faturam acima de R$ 78 milhões e a partir de julho para as demais. A contabilidade fiscal das empresas precisa se adequar as novas normas e os sistemas de ERPs já estão sendo ajustados para a nova demanda.

Divulgação Promob

mudanças no sped

O diretor da Promob, Edgar Marconi, fala da importância de uma rápida adequação às mudanças no Sped logo no início do ano

As empresas de software de gestão se apressam em adaptar sistemas para atender às mudanças no Sped. A Promob Software Solutions, empresa produtora de softwares para o setor moveleiro, com atuação, também, nos segmentos metalúrgico, alimentício, químico, de bebidas e plásticos, prepara as alterações necessárias já para o final de dezembro.

“Isso vai possibilitar que os clientes entrem em janeiro de 2018 realizando os lançamentos no sistema de forma adequada para a entrega do Sped em fevereiro”, prevê o diretor da Promob, Edgar Marconi.

Janeiro de 2018 é o primeiro mês de competência da EFD-Reinf. Contudo, o prazo de encerramento de informações para o encaminhamento dessa escrituração fiscal digital será no dia 15 do mês subsequente. Em caso de descumprimento da norma, as multas podem variar de R$ 500 a R$ 1.500.

– Promob Software Solutions comemora aniversário de 23 anos

A atualização das soluções em gestão torna-se essencial diante de tal mudança, para garantir a adequação frente à nova legislação. A empresa deve contar com profissionais especialistas em implantação e suporte para não correr riscos de falhar com as entregas e cumprimento de prazos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile

Acompanhe o emobile nas redes sociais

Linkedin
Facebook