Morre fundador da Ikea, o homem que revolucionou o comércio de móveis - eMobile

Morre fundador da Ikea, o homem que revolucionou o comércio de móveis

Ingvar Kamprad faleceu aos 91 anos em sua casa no sul da Suécia

Publicado em 29 de Janeiro de 2018 | 11:51 |Por: Luis Antônio Hangai

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Faleceu no sábado (27) aos 91 anos o fundador da Ikea, Ingvar Kamprad, em sua casa na cidade de Småland, no sul da Suécia. Segundo a nota emitida pela empresa, ele partiu pacificamente, rodeado pela família e amigos mais próximos. Kamprad era consultor sênior da gigante do comércio de móveis, tendo abandonado as funções operacionais em 1988.

A biografia de Kamprad sugere um talento precoce e um visionário. Começou no ramo dos negócios aos cinco anos, vendendo fósforos aos vizinhos, e na idade de 17 anos fundou a Ikea, que no futuro se tornaria uma gigante internacional no mercado de móveis. Seu lema era de que “a maioria das coisas ainda estão por se fazer”.

Embora fosse bilionário e frequentemente constasse nas listas das pessoas mais ricas do mundo, Ingvar Kamprad não era afeito a ostentações. Conta-se que ele dirigiu por muitos anos um Volvo, vestia-se discretamente e a chegou a usar o transporte coletivo para “testar os acessos rodoviários” de Portugal, na ocasião da abertura dos empreendimentos da Ikea no país.

-Leia também:  Ikea e Ideo se juntam para imaginar a mesa e a cozinha do futuro

O nome IKEA é uma combinação das iniciais do fundador da Ikea, Ingvar Kamprad, (IK) e as primeiras letras dos nomes da quinta e da aldeia onde cresceu: Elmtaryd e Agunnaryd (EA).

Revolução no comércio de móveis

Kamprad fundou a Ikea em 1943, aos 17 anos, até então uma empresa pequena que vendia por correspondência produtos como molduras, relógios e meias. O mobiliário só foi acrescentado ao catálogo em 1948, quando se tornou o principal e exclusivo produto da marca. Os móveis eram produzidos por fabricantes locais de províncias florestais, e vendidos a baixo custo.

Divulgação Ikea

Divulgação Ikea

Ingvar Kampard: simplicidade e visão para os negócios

A Ikea revolucionou o comércio de móveis quando, em 1956, Kamprad teve a ideia de vender mobiliário doméstico montável pelo próprio cliente, uma espécie de self-service que reduziu o preço de seus produtos e abriu caminho para a comercialização em ampla escala. A inspiração, que foi largamente aceita pelo mercado europeu, veio a Kampard quando ele viu um dos seus funcionários desmontar uma cadeira para que coubesse no carro do freguês.

Leia também: Ikea investe em iniciativas sustentáveis

A primeira loja da rede nasceu em 1958 (até então os produtos eram vendidos apenas por catálogo), em Almhult, uma cidade cercada de florestas e hoje a localização estratégica do grupo. Atualmente já são mais de 410 lojas espalhadas por 49 países, sobretudo na Europa, que vendem mobiliário montável com uma estética singular amparada em simplicidade e sustentabilidade, a preços acessíveis. No início da década de 1980, com o objetivo de preservar e expandir o conceito da sua marca, iniciou seu sistema de franquias.

Ikea no Brasil.

Divulgação Ikea

Dossel infantil da Ikea

A rede da Ikea é composta por 412 lojas distribuídas em 49 países.

O modelo de negócio da Ikea conta com uma rede de fornecedores de mobiliário doméstico feito de pinus, eucalipto, aço e carbono. A empresa possui dois escritórios que cobrem o continente americano, um em Curitiba (PR) e outro em Houston, no Texas.

Ambas trabalham para encontrar fornecedores locais no Canadá, nos Estados Unidos, no México, na Argentina e no Brasil. Muitas das fornecedoras brasileiras da Ikea se concentram no polo moveleiro de São Bento do Sul (SC).

Ao portal eMóbile, a Ikeia já demonstrou interesse em abrir lojas no Brasil, vendo-o como um “mercado de potencial futuro” e conduzindo estudos preliminares para iniciar operações de venda no país.


Os comentários estão desativados.

eMobile