Fatores-chave impulsionam o mercado mobiliário e de contrato na Europa

De acordo com levantamento da Centre For Industrial Studies, os segmentos de varejo, hotelaria e escritório, representam grande parcela das vendas europeias

Publicado em 11 de outubro de 2018 | 16:34 |Por: Ricardo Heidegger

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

De acordo o Centre For Industrial Studies (CSIL), a produção do mercado mobiliário e de contrato na Europa vale cerca de 10 bilhões de euros, melhorando o desempenho nos últimos anos. O termo “contrato” é usado quando uma simples provisão de mobília está sob a fórmula de contratação. Essa fórmula consiste na responsabilidade por todo o trabalho envolvido em uma ordem de trabalho específica. Ela é acompanhada por uma série de serviços como suporte para projetar espaços, encontrar e coordenar subcontratantes para a conclusão dos projetos.

Trata-se de um negócio transversal, pois envolve diferentes tipos de produtos como estofados, colchões, quartos, mesas, luminárias, escritório, banheiro, cozinha, móveis de jardim. Além de diferentes segmentos de destino como hospitalidade, varejo, restaurantes e bares, escritório, espaços públicos, marinho, imobiliário, aeroportos, saúde e entretenimento.

As empresas envolvidas no mercado mobiliário podem oferecer contratos chamados “chave na mão”, que consistem em cerca de 70% do fornecimento, de acordo com o CSIL, também oferecendo projetos finalizados, usando a produção personalizada ou incluindo produtos de outras firmas. Essa ação chamada de “contrato flexível”, não gerencia o projeto diretamente e oferece principalmente coleções de produtos padrão.

Divulgação CSIL

Mercado mobiliário

Em relação aos móveis de contrato, os principais impulsionadores do crescimento do negócio são os segmentos de varejo, hotelaria e escritório

Uma linha chave comum que surge na indústria de contratos muito heterogêneos é a importância dos arquitetos e designers de interiores no processo de seleção de produtores. A escolha final dos fornecedores dos projetos cabe aos clientes, mas os estúdios de arquitetura podem influenciar decisivamente as decisões. É por isso que muitos produtores abriram e estão abrindo showrooms em Londres, um dos centros da arena da arquitetura global, segundo o CSIL.

Desempenho positivo do mercado mobiliário

O desempenho positivo geral da indústria moveleira européia observado nos últimos dois anos foi impulsionado por todos os principais segmentos. O mobiliário de contrato não foi exceção, com diferentes dinâmicas em diferentes segmentos de destino e diferentes países, tendo os mercados do Reino Unido e da Alemanha um papel fundamental.

O principal impulsionador do crescimento do negócio de móveis de contrato é o desempenho dos segmentos de varejo, hotelaria e escritório, representando mais de 60% das vendas de móveis por contrato feitas pelas empresas europeias. Os gastos públicos estão passando por algumas melhorias, mas os efeitos das medidas de austeridade adotadas ainda são evidentes e pesam na construção e reforma de instalações públicas, de acordo com o CSIL.

No lado do sistema competitivo, o mercado mobiliário se tornou cada vez mais concentrado nos últimos cinco anos e a participação das 20 maiores empresas na produção europeia está aumentando. Uma das principais oportunidades para as empresas europeias envolvidas no negócio de mobiliário de contrato são os projetos internacionais. A empresa de pesquisa estima que mais de 20% da produção local seja destinada a projetos no Oriente Médio, Ásia, América, Europa Central e Oriental, Rússia e Norte da África.

Relatório de Pesquisa de Mercado da CSIL

A sétima edição do relatório da CSIL estuda o mercado mobiliário e de contrato na Europa, sendo uma análise aprofundada com insights de especialistas do setor. O relatório fornece uma visão abrangente do mercado europeu de móveis contratuais com determinantes de demanda e principais projetos por segmento de destino. Abrange 17 países da Europa Ocidental. A pesquisa também inclui o desempenho dos negócios e as participações de mercado dos principais fornecedores que operam nesse mercado.

– Henkel lança centro global de inovação para tecnologias adesivas

Entre os países considerados no levantamento, estão a Áustria, Bélgica-Luxemburgo, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Irlanda, Itália, Países Baixos, Noruega, Portugal, Espanha, Suécia, Suíça, Reino Unido. Já em relação aos produtos, a pesquisa analisa a mobília de banheiro, quarto e dos colchões, dispositivos elétricos de iluminação, móveis para escritório, mesas, cadeiras e estofados

(com informações de assessoria)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile