Guia de gestão de energia mostra passos para ampliarem eficiência

Empresas que implantaram a gestão de energia conseguiram economizar entre 5 % e 30% na conta de consumo

Publicado em 10 de Abril de 2017 | 14:40 |Por: Érica da Costa Diniz

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O guia de gestão de energia é uma iniciativa do Instituto Brasileiro do Cobre (Procobre) e estruturado com base na norma da ABNT NBR ISO 50.001. É destinado às empresas de todos os setores que queiram aumentar a produtividade e reduzir custos operacionais. O manual aborda os desafios das organizações e propõe um caminho para implementar um sistema de gestão de energia. De acordo com o Procobre, empresas que já promoveram a implantação da gestão de energia conseguiram economizar entre 5% e 30% na conta de consumo.

Pensado como um meio mais acessível de implementar melhorias que conduzam à eficiência energética, o conteúdo do guia foi organizado de forma simples e prevê cinco passos para que uma empresa possa adotar um sistema de gestão de energia.

energiaO passo 1, “Contexto”, oferece uma ideia geral sobre os aspectos energéticos e tem o objetivo de identificar todos os processos e usos da energia no âmbito da organização. “Planejar”, trata do planejamento da gestão energética. Já o passo 3, “Gerenciar”, refere-se ao controle e gerenciamento do uso da energia dentro da empresa. Enquanto “Monitorar”, representa a etapa de verificação. Por fim, “Melhorar”, aborda as ações para a melhoria contínua do sistema de gestão de energia e do desempenho energético da organização.

“O guia orienta gestores, empresários e industriais, sem distinção do segmento de mercado em que atuam, a implementar correta e ordenadamente ações que atendam aos requisitos da norma ISO 50.001”, explica o diretor executivo do Procobre, Glycon Garcia.

Segundo ele, a adoção dessas práticas permite ganhos de competitividade ao tornar possível medir e monitorar o uso dos insumos energéticos, identificar gargalos onde a eficiência pode ser melhorada, reduzir custos operacionais e aumentar oportunidades de negócios em um ambiente cada vez mais competitivo. “E isso se dá de forma mais sustentável e comprometida com o meio ambiente e a sociedade, aumentando as credenciais das empresas na hora de fechar contratos”, completa.

Benefícios da NBR ISO 55.000 para a indústria moveleira

A energia é um fator estratégico para a operação das empresas. Por isso, seu planejamento, gestão e monitoramento devem ser percebidos e aplicados de forma permanente e continuada. O diretor do Procobre diz que iniciativas isoladas, ainda que possam retornar resultados imediatos, não perduram ao longo do tempo. “O guia desmistifica a complexidade da norma e apresenta soluções que podem ser aplicadas desde a obtenção de matérias-primas à reciclagem de materiais, de forma permanente”, afirma.

A ISO 50.001 passou a ser disseminada como um modelo de sistema de gestão de eficiência energética em todo o mundo a partir de 2011. Empresas multinacionais e as que já possuem outros controles, como os de qualidade (ISO 9.001) e os ambientais (ISO 14.001) aderiram à normalização com mais facilidade, dada à cultura organizacional de melhoria continuada de processos.

“Queremos evidenciar que a gestão de energia pode ser aplicada, de forma sistemática, por qualquer tipo de empresa, seja qual for o consumo de energia, o porte ou o segmento de atuação. O importante é criar uma cultura organizacional para disciplinar e consolidar os processos de melhoria contínua”, diz Garcia.

Recentemente, o Instituto firmou uma parceria com a Eletrobras e o Senai para contribuir para que sete grandes empresas – Baxter, Bemis, Coca-Cola, Ficosa do Brasil, L’Oréal, Plastifluor e Thyssenkrupp, implementem a gestão de energia em suas plantas industriais no Brasil.

“Com o  guia, o Procobre estende essa contribuição às empresas de todo o País, para que estejam aptas a adotar as melhores práticas de gerenciamento de energia em suas plantas”, enfatiza Garcia. O guia para aplicação da norma ABNT NBR ISO 50.001 – Gestão de Energia, pode ser baixado no site do Procobre. O material também está disponível na página online.

(com informações de assessoria)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile