Cipatex aposta na qualificação de estagiários

Cipatex inova ao idealizar e aplicar a efetivação de mais de 90% dos estagiários

Publicado em 27 de Abril de 2018 | 17:26 |Por: Ricardo Heidegger

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

De olho no potencial dos estagiários, a Cipatex, empresa líder em revestimentos sintéticos com atuação no setor moveleiro, apostou em qualificação e treinamentos mais completos, efetivando mais de 90% dos estagiários. O índice de efetivação na empresa aumenta a cada ano. Em 2017, 95% do quadro foi efetivado, contra 92% em 2016. Os números superam os dados apontados pela pesquisa do Centro de Integração Empresa-Escola (Ciee), que revelam a contratação de sete a cada dez estagiários.

Divulgação Cipatex

Setor moveleiro

Bruno Somera, assistente de Inteligência de Mercado na Cipatex​

De acordo com o gerente de gestão e dente da empresa do setor moveleiro, Roberto Ferreira, os estagiários costumam ser determinados, abertos para novos desafios, com foco participativo e interessados em crescer profissionalmente.

“Ao longo do período do estágio buscamos identificar as habilidades e desenvolver competências. São oferecidos programas de capacitação e treinamentos, como gestão de projetos e melhoria, a fim de preparar o jovem para construir uma carreira na empresa”, comenta.

Com a possibilidade de conquistar uma vaga efetiva no departamento de marketing da empresa, Bruno Somera, hoje com 25 anos, começou como estagiário na central de cópias e correspondências.

Algum tempo depois, foi contratado para a área de importação, onde atuou por dois anos, até conseguir atingir seu objetivo. “O meu desejo sempre foi uma colocação no setor de marketing e após vários treinamentos e experiência em outras áreas surgiu uma oportunidade de assistente de Inteligência de Mercado”, afirma.

Com graduação em administração e cursando MBA em gestão de marketing, Somera diz que a participação em treinamentos e projetos oferecidos pela companhia garante mais visibilidade e aumenta as chances de efetivação. “A vivência e o aprendizado adquirido durante o período de estagiário contribuíram muito para meu crescimento profissional e pessoal”, reforça.

Divulgação Cipatex

Setor moveleiro

Rodolfo Zaratin, gerente do Centro de Inovação e Tecnologia da Cipatex

O gerente do centro de inovação e tecnologia, Rodolfo Zaratin, também iniciou a carreira na Cipatex como estagiário. Hoje, aos 30 anos de idade, comanda mais de 50 pessoas.

“Sempre procurei aproveitar as oportunidades que surgiam na empresa do setor moveleiro. Os programas de qualificação e a experiência como estagiário foram fundamentais para meu desenvolvimento na empresa, auxiliando na tomada de decisões e gestão de projetos”.

– Como utilizar catálogo de produtos no varejo de móveis

Ainda segundo Ferreira, além de conhecimento técnico, a empresa aposta na retenção de jovens que buscam realizar projetos de maneira inovadora, alinhados com a cultura da empresa. “É importante ser proativo, comunicativo e ter facilidade de trabalhar em equipe”, finaliza.

(com informações de assessoria)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile