Como utilizar rodízios no mobiliário sob medida

Fabricantes de rodízios dão dicas para aprimorar a aplicação e agilizar a produção

Publicado em 25 de outubro de 2018 | 8:00 |Por: Portal eMobile

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Praticidade é palavra de ordem na hora de mobiliar os ambientes, sejam eles residenciais ou corporativos. Metragens menores, a necessidade de reposicionar as peças temporariamente para redecoração ou aquela faxina caprichada, são as deixas para a aplicação dos rodízios. Eles podem até não chamar muito a atenção, ali, próximos ao chão, mas um erro na escolha e no cálculo da carga pode dar dor de cabeça para o cliente e ao o marceneiro. O tipo de peça que vai receber os rodízios no mobiliário sob medida é fator importante.

A sua função, a necessidade de mobilidade constante e até mesmo o piso do ambiente em que o móvel será colocado influenciam na escolha do rodízio a ser utilizado. Por isso mesmo, a variedade existente no mercado é grande, dos diâmetros às capacidades de carga, entre os decorativos, transparentes em gel ou silicone, em plástico, metal com acabamentos, com ou sem trava e, finalmente, os giratórios (em torno do seu próprio eixo).

Divulgação Gold News

rodízios no mobiliário sob medida

Rodízio da Gold News

Para o gerente comercial da Squadroni, Benito Campos, o contato com o fabricante é uma das melhores maneiras de encontrar o rodízio ideal para o móvel a ser produzido.

“Quem conhece bem os produtos que fabrica poderá indicar o produto levando em consideração as necessidades específicas do projeto”, detalha.

Em geral, cada uma das empresas responsáveis pela produção dos rodízios no mobiliário sob medida apresenta, em materiais disponíveis até mesmo na internet, as informações necessárias para a tomada de decisão.

São elas as dimensões das rodas e das chapas, diâmetros, medidas dos pinos e roscas, além das cargas suportadas. Desta forma, alguns fatores são determinantes para a melhor escolha do rodízio e para a facilidade de aplicação do produto.

Peso, piso e beleza

São as leis da física, assim como os pés dos móveis, os rodízios no mobiliário sob medida precisarão sustentar toda a carga. Saber das necessidades do cliente que encomenda a peça, quais serão os usos do móvel, o que deve ser armazenado nele conta muito para a escolha do rodízio utilizado. Os fabricantes possuem entre as suas opções que suportam cargas diferentes em seus catálogos. A necessidade dos freios, quando se tratam de berços, por exemplo, também é uma questão importante.

Divulgação Squadroni

rodízios no mobiliário sob medida

Rodízio Toy da Squadroni

Carpetes, tapetes e pisos mais lisos são também particularidades a serem observadas no momento de inclusão do rodízio. Campos, da Squadroni, destaca que os de rodas rígidas são os melhores para os tapetes e carpetes, enquanto os de rodas revestidas de material resiliente, com banda de rodagem macia, podem ser usados em pisos mais lisos, de pedra, madeira, cerâmica, entre outros.

A analista de marketing da Bigfer, Sabrina Soares, lembra que quanto maiores os roletes, mais fácil será superar pequenos obstáculos como tapetes, frestas do piso e ondulações.

Ela aparece depois da segurança e da funcionalidade, mas tem grande parcela de responsabilidade no resultado estético final do móvel que vai decorar o ambiente do cliente da marcenaria.

Por isso, o gerente de vendas da Gold News, Rildo Ribeiro, revela que a opção por rodízios no mobiliário sob medida em gel vem sendo grande no mercado. “A peça fica visível e existe a necessidade de, ao menos, não conflitar com a decoração”, salienta.

Montagem e manutenção

De acordo com a Bigfer, é importante considerar a capacidade de carga do rodízio e o sistema de fixação no móvel, além de se atentar para a sua utilização, para dimensionar qual o melhor tamanho dos roletes. A observação e utilização ou não de rodízios com freio deve ser considerada.

Para a Gold News o ideal é instalar o rodízio em ambiente limpo, os rolamentos lubrificados podem absorver sujeira e comprometer o funcionamento e durabilidade. Depois deve-se calcular a capacidade de carga considerando sempre três rodízios, deixando um como margem de segurança. Em gaveteiros, o cuidado é em relação à abertura das gavetas. Colocar sistema de travamento que permita a abertura de uma gaveta por vez para que minimiza o risco de tombamento

– Dicas e recomendações de aplicativos para marcenaria

Por fim a Squadroni afirma que os rodízios no mobiliário sob medida devem ser montados de modo que sua haste de fixação fique perpendicular ao plano. A montagem deve ser realizada com as mãos, sem a utilização de ferramentas específicas, podendo, caso necessário, utilizar um suporte na base inferior do rodízio e empurrar o rodízio com um martelo, ou seja, sem bater diretamente na peça.

Na montagem é importante não aplicar uma carga maior que a admissível informada pelo fabricante. A temperatura de trabalho deve ser de 2ºC a 45ºC e para retirar incrustações e sujeira da banda de rodagem, utilizar pano úmido com detergente neutro.

Reportagem originalmente publicada na edição 98 da Móbile Sob Medida


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile