Novidário projeta móveis para sala de culinária infantil

O projeto buscou adotar soluções criativas e flexíveis para garantir a realização das atividades de forma segura e colaborativa

Publicado em 25 de junho de 2017 | 12:00 |Por: Pedro Luiz de Almeida

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A escola bilíngue de educação infantil Global Me, em São Paulo (SP), inaugurou recentemente sua nova sala de culinária com projeto de mobiliário desenhado e executado pela Novidário. O projeto buscou adotar soluções criativas e flexíveis para garantir que as crianças e também os adultos pudessem participar das atividades de forma segura e colaborativa.

Lucas Colebrusco

Novidário

As plataformas projetadas para as crianças subirem permitem que as menores possam alcançar a superfície da área de trabalho

A sala pode receber até 16 crianças por aula e as atividades giram em torno de uma bancada que divide o ambiente – separando a área da pia, forno, frigobar e armários da área das mesas coletivas para as crianças. A interação se dá principalmente nesta bancada de marcenaria, onde as crianças podem se apoiar para acompanhar de perto a atividade pedagógica, sempre com segurança.

As gavetas foram pensadas de forma estratégica para o fácil acesso aos instrumentos básicos e o cooktop tem um vidro que protege as crianças. Ainda na bancada principal, as plataformas projetadas para as crianças subirem permitem que as menores possam alcançar a superfície da área de trabalho.

lucas Colebrusco

Novidário

As mesas coletivas e os bancos empilháveis podem ser reposicionados para dar flexibilidade no layout do ambiente e adequar o ambiente às atividades e diferentes tamanhos de turmas

Um vão abaixo da bancada abriga estas plataformas quando não estão em uso. Esta foi a solução encontrada para o professor não precisar cozinhar abaixado, o que seria desconfortável e consequentemente representaria maior risco de acidentes.

Destaque para a prateleira na janela que serve para colocar os vasos de temperos, que recebem luz natural e são usados na cozinha. Já as mesas coletivas e os bancos empilháveis podem ser reposicionados para dar flexibilidade no layout do ambiente e adequar o ambiente às atividades e diferentes tamanhos de turmas.

Segundo Luciana Sobral, da Novidário, o projeto de um móvel e até mesmo a sua disposição no ambiente são diretamente afetados pelos princípios da escola, filosofia e plano pedagógico.

(Com informações de assessoria de imprensa)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile

Acompanhe o emobile nas redes sociais

Linkedin
Facebook