Quatro dicas de como se inspirar na marcenaria

Designer da Ye Design, do polo moveleiro de Bento Gonçalves, aponta caminhos e tendências de criatividade na marcenaria

Publicado em 13 de abril de 2018 | 11:24 |Por: Luis Antônio Hangai

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

O dia a dia na empresa nem sempre envolve apenas lidar com processos mecânicos de produção e questões burocráticas. Inspiração e criatividade são elementos que devem ser alimentados no ambiente do trabalho, não apenas porque implicam em maior competitividade no mercado, mas também porque geram sensações de bem-estar e realização naqueles que as executam. Isso é ainda mais verdadeiro na concepção e fabricação de móveis sob medida, no qual o profissional deve articular múltiplas ideias e exigências para satisfazer a si e o cliente. Mas como encontrar inspirações e desenvolver uma marcenaria criativa?

Duratex lança aplicativo para marcenaria com foco em agilidade e inspiração

Sem dúvida, as noções de inspiração e criatividade são essencialmente subjetivas: cada profissional acaba definindo seu próprio método para encontrá-las. Entretanto, algumas dicas podem apontar rotas para aqueles que estão em busca de uma marcenaria criativa. Convidamos o designer e sócio da Ye Design, Leandro Gava, que atua em projetos de mobiliário no polo moveleiro de Bento Gonçalves (RS), para falar sobre o assunto.

Dicas para marcenaria criativa

1 – Buscar referenciais

As ideias dentro de uma marcenaria criativa nem sempre surgem do nada. Muitas vezes é preciso reunir referências, observar o que está sendo realizado no setor, filtrar informações e agrupá-las de modo original.

“As informações estão em toda parte, e é importante o marceneiro estar antenado com as movimentações em volta dele, principalmente com os eventos relacionados a design. É relevante estar em contato direto com fornecedores do setor que podem lhe trazer novidades para melhorar o produto e consequentemente surpreender o cliente. Buscar informações em sites, revistas relacionados a design e a decoração para entender o que está acontecendo no mercado em termos de consumo e tendências. Observar os hábitos das pessoas e identificar lacunas que não estão sendo atendidas. Estabelecer parceria com profissionais do design e da arquitetura tem cada vez mais relevância, pois o design autoral aumenta o valor percebido por lojistas e consumidores”, recomenda Gava.

2 – Mente aberta

As mentes criativas se caracterizam por não engessarem seus pensamentos em convenções e convicções. Há neles sempre uma curiosidade por arriscar algo novo e modificar a forma de ver o mundo.

Segundo o designer, “cada projeto deve ser analisado individualmente, pois o design não é uma ciência exata, o que para uns atende a necessidade, para outros pode não atender. O design vem em decorrência da informação, e uma empresa não pode estar amarrada a apenas o que ela apta a a fazer internamente, deve-se abrir a mente para novos materiais, novas soluções, enfim estabelecer parcerias e dessa forma descobrir novas oportunidades”, declara Gava.

Pixabay

marcenaria criativa

Criatividade envolve reunião e associação inusitada ou original de ideias

3 – Compreender o cliente

Enquanto negócio, a marcenaria tem como propósito encontrar soluções de mobiliário customizadas, que atendam exigências específicas do cliente. Por isso, entender como pensa a clientela é um passo essencial na busca por ideias criativas para produtos.

“Mais do que entender o quanto o cliente está disposto a investir, é importante propor um diálogo que investigue os hábitos, as necessidades, as questões afetivas, os costumes, o dia-a-dia e dessa forma encontrar informações veladas e que podem ser a chave se atendidas para ganhar o cliente. O importante é entender qual a persona a ser atendida, quais as características, costumes, gostos, a cultura, qual informação ela está exposta e, com isso na mão, poder propor algo que o surpreenda”, afirma o designer.

4 – Algumas tendências

Gava aponta também algumas tendências atuais que estimulam a marcenaria criativa para se ficar de olho. O que está se sobressaindo são produtos autorais, que remetem ao artesanato e são trabalhados com diversificação de funcionalidades:

“Uma tendência muito forte é a criação de coleções assinadas por designers, trazendo personalidade e identidade para os produtos das empresas. A tecnologia aplicada em móveis, relacionados a praticidade e mobilidade é também uma realidade cada vez mais presente. Além disso há maior procura por móveis com geometrias simples, orgânicas e elegantes. Por fim, produtos com detalhes artesanais propõem uma proposta mais afetiva com o consumidor”, define.


Os comentários estão desativados.

eMobile

Acompanhe o emobile nas redes sociais

Linkedin
Facebook