Demanda mundial por móveis deve crescer 2,8% em 2016

O comércio global de mobiliário arrecadou 94 bilhões de dólares em 2009 (19% menos do que em 2008), e cresceu nos anos seguintes até chegar a 134 bilhões em 2014

Publicado em 15 de dezembro de 2015 | 8:35 |Por: Nicholle Murmel

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

 

esprit-mueble-98

Em outubro deste ano foi divulgado o World Furniture Outlook – coletânea de dados do setor moveleiro em escala global  feita pelo Center for Industrial Studies (CSIL) em Milão.

De acordo com o documento, o consumo de mobiliário no mundo todo chegou a 455 bilhões de dólares em 2014, um aumento de 17 bilhões em relação ao ano anterior. A expectativa de crescimento para 2015 é de 2,8% em termos reais. Esse cálculo é baseado no processamento de dados de fontes oficiais do CSIL, tanto nacionais quanto internacionais, que cobrem 70 das nações mais importantes.

Para 2016, é previsto aumento da demanda por móveis em escala mundial é previsto também em torno de 2,8% em termos reais. No gráfico abaixo, segue um resumo dos prognósticos para o consumo futuro nas 70 nações abordadas no estudo:

CSIL1

O relatório aponta que os grandes importadores de peças de mobiliário são os Estados Unidos, Alemanha, França, Reino Unido e Canadá. Nos últimos cinco anos, o aumento nas aquisições nos EUA – de 19 bilhões de dólares em 2009 para 32 bilhões em 2015 – foi o grande propulsor do aumento do comércio global de móveis.

CSIL2

O maiores exportadores de mobília foram a China, seguida de longe pela Alemanha, Itália, Polônia e Vietnã.

Em 2014, pela primeira vez em anos as exportações chinesas estagnaram. O crescimento maior foi do Vietnã, apesar do número de base ser pequeno.

CSIL3

A relação entre importações e consume subiu de 29,3% em 2005 para 30,2% em 2008, caiu para 27,2% em 2009 e se manteve abaixo do ápice pré-recessão global desde então.

O relatório World Furniture Outlook parte do princípio de que o cenário futuro será conforme apontam os seguintes dados:

CSIL4

Nos últimos dez anos, o comércio internacional de móveis – definido como média entre total de exportação dos 70 países catalogados e importações totais desses mesmo 70 países – cresceu mais depressa que a produção, e se manteve de forma consistente cerca de 1% acima dos fabricantes mundiais.

O comércio global de mobiliário arrecadou 94 bilhões de dólares em 2009 (19% menos do que em 2008), e cresceu nos anos seguintes até chegar a 134 bilhões em 2014. Se o cenário mostrado na Tabela 1 de concretizar, a previsão para a venda e compra internacional seria conforme os dados abaixo:

  • contração no dólar americano em 2015 (principalmente como consequência da desvalorização de algumas das moedas mais relevantes em relação à americana)
  • Retomada do crescimento em 2016 (+1%) e 2017 (+5%)

O World Furniture Outlook contém dados acerca da produção, consumo e comércio de móveis em 70 países agrupados por região. O relatório também traz previsões de demandas no setor para 2016 e 2017


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile

Acompanhe o emobile nas redes sociais

Linkedin
Facebook