Vendas domésticas de painéis têm aumento de 3,5% em novembro

Ibá aponta que balança comercial do setor brasileiro de árvores plantadas registra saldo positivo no acumulado até novembro de 2016

Publicado em 12 de janeiro de 2017 | 10:11 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

As vendas domésticas de painéis de madeira plantada registraram alta de 3,5% em novembro de 2016 (533 mil m²) se comparado ao mesmo mês do ano passado (515 mil m³). No entanto, se considerado os onze primeiros meses de 2016, as vendas diminuíram 3,3%, comparado a 2015. Os dados são do Cenários Ibá, publicado pela Indústria Brasileira de Árvores que concluiu nesta semana a análise do setor florestal com a compilação dos dados até novembro.

Divulgação Guararapes

Floresta para painéis

Balança Comercial do setor de árvores plantadas atingiu US$ 6 bilhões (+2,3%)

As exportações de painéis de madeira em novembro tiveram alta de 53% comparado a 2015, enquanto no acumulado do ano, o aumento foi de 65,2%, passando de 564 mil m³ em 2015 para 932 mil m³ em 2016. Os dados da 31ª edição do Cenários Ibá podem ser conferidos no boletim mensal da Indústria Brasileira de Árvores.

A publicação aponta que nos onze primeiros meses de 2016, o volume de exportações dos três segmentos analisados – celulose, painéis de madeira e papel – apresentaram evolução na comparação com o mesmo período do ano passado, colaborando para o resultado positivo do saldo da Balança Comercial do setor, que atingiu US$ 6 bilhões (+2,3%).

A celulose contribuiu positivamente com US$ 4,8 bilhões (-0,1%), o papel com US$ 1,0 bilhão (+9,7%) e os painéis de madeira com US$ 220 milhões (+29,4%). Confira abaixo outros dados os três segmentos do setor de árvores plantadas.

Divulgação Arauco

Painéis de Madeira

De janeiro a novembro, painéis de madeira registraram US$ 224 milhões (+27,3%) de receita de exportação

Exportação: de janeiro a novembro de 2016, o segmento de celulose atingiu um volume de 11,7 milhões de toneladas exportadas (+11,6); o papel registrou 1,9 milhão de toneladas (+2,5%) e os painéis de madeira 932 mil m3 (+65,2%).

Destino das Exportações: os países latino-americanos continuaram como os principais destinos das exportações dos setores de papel e de painéis de madeira, sendo responsáveis por 60,3% (US$ 1,0 bilhão) e de 54,0% (US$ 121 milhões), respectivamente, entre janeiro de novembro deste ano. No caso da celulose, a maior participação é do mercado chinês, com 37,9% (US$ 1,9 bilhão), seguida pelo europeu, com 33,1% (US$ 1,7 bilhão).

Receita de Exportação: nos primeiros onze meses deste ano, o setor registrou exportações no valor de US$ 6,9 bilhões (-2,1%); a celulose alcançou 5,0 bilhões (-1,2%), o papel US$ 1,7 bilhão (-7,3%) e os painéis de madeira US$ 224 milhões (+27,3%).

Leia mais
Affemaq com nova presidência
Marcenaria sustentável
Relatório Ibá 2016

Produção: no mesmo período, a produção brasileira de celulose atingiu 17,1 milhões de toneladas (+8,5%); e a de papel manteve-se estável totalizando 9,5 milhões de toneladas.

Vendas Domésticas: as vendas de papel no mercado interno registraram 4,9 milhões de toneladas (-0,4%) entre janeiro a novembro de 2016; enquanto que no segmento de painéis de madeira, registraram mais de 5,7 milhões de m³ (-3,3%).

(com informações da assessoria)

Quer saber mais? Curta a página do Portal eMóbile no Facebook e fique por dentro do setor moveleiro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile