Sicam 2015 já tem 100% de área comercializada

Componentes e acessórios são a marca da Sicam para exaltar a criatividade e a sofisticação do mercado italiano

Publicado em 3 de abril de 2015 | 10:51 |Por: Thaís Laurindo

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A seis meses da realização da Sicam 2015, que ocorre de 13 a 16 de outubro, em Pordenone (Itália), todo o espaço de exposição do evento já está comercializado. Mais de 90% dos expositores da última edição renovaram sua participação na feira, sem contar, ainda, com os novos expositores que surgem a cada ano, comprovando o potencial do evento reconhecido em todo o mundo.

Divulgação SICAM

SICAM

A organização da Sicam visa atrair atenção de mercados emergentes para a próxima edição do evento

Vale ressaltar que ano passado a Sicam reuniu cerca de 500 expositores, sendo 33% deles de fora da Itália. Atraindo, ainda, mais de 17 mil visitantes – 37% provindos de 95 diferentes países. O objetivo é que esses bons números se repitam em 2015. Para o organizador da feira, Carlo Gobbi, a adesão de expositores e compradores estrangeiros é realmente um bom sinal, mostrando a relevância do que é apresentado em Pordenone para o mercado global.

Para atrair essas empresas e visitantes internacionais, porém, a organização investe forte em ações promocionais no exterior – apostando nos mercados emergentes. Entre os países-alvo está o Brasil, que contou com ação exclusiva durante a Fimma Brasil 2015, que ocorreu no mês passado em Bento Gonçalves (RS). Países como Índia, Irã, Emirados Árabes e México também fazem parte do cronograma de ações. “Como sempre, esta promoção all-round se prova muito eficiente na geração de contatos de negócios para expositores da Sicam”, enfatiza Gobbi.

Leia mais
Sicam 2015 focará em mercados emergentes
– Leitores de títulos Móbile podem ganhar viagem a Milão
Promob passa por mudança organizacional

Made in Italy

Entre os focos do evento estão claramente os componentes e acessórios para móveis. Ou seja, os detalhes que caracterizam e dão “vida” ao móvel. O organizador, Carlos Gobbi, explica que é muito importante focar-se em design, com peças que, além de funcionais, concedam beleza aos projetos de mobiliário. Especialmente devido a reputação italiana na área: “O uso de recursos do design para construir uma estratégia de inovação é, sem dúvida, uma arma vital para reforçar a capacidade dos produtos apresentados por cada empresa nos mercados globais.”

Enfatiza-se, aqui, que o mercado do mobiliário é o segundo maior em número de empresas e o terceiro em balança comercial na Itália. Estando em pé de igualdade com sua famosa indústria da moda, o que faz do Made in Italy símbolo de criatividade e sofisticação.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile