Osni Verona prevê uma gestão de ações coletivas

Com foco em educação e eficiência produtiva, objetivo da nova diretoria é engajar empresários para o desenvolvimento do setor na região Oeste

Publicado em 10 de junho de 2015 | 19:00 |Por: Marina Gallucci

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A novidade no setor moveleiro e de madeira do oeste de Santa Catarina é que o empresário Osni Carlos Verona dará continuidade aos trabalhos frente ao Sindicato da Indústria Madeireira e Moveleira do Vale do Uruguai (Simovale) e à Associação dos Moveleiros do Oeste de Santa Catarina (Amoesc). Reeleito no início da semana, Verona conversou com a equipe do portal eMobile sobre o balanço da última gestão e os planos para a próxima.

Divulgação

Osni Verona: “O objetivo de promover ações coletivas que beneficiem a todos só é possível quando os associados se prontificam e têm voz ativa nas decisões, negociações e atividades que remetem a nós"

Osni Verona: “O objetivo de promover ações coletivas que beneficiem a todos só é possível quando os associados se prontificam e têm voz ativa nas decisões, negociações e atividades que remetem a nós”

O presidente destacou a importância da participação efetiva dos associados, que, segundo ele, foi um dos pontos que obtiveram grande avanço no ano anterior. “A maior integração dos empresários maiores e menores, trabalhando juntos, especialmente dos micros empresários foi importante nesse ano que passou. Hoje eles percebem que as ações e a própria Mercomóveis são para todos, e há maior engajamento nas reuniões, ações, negociações sindicais, convenções coletivas em prol do setor moveleiro e de madeira”, pontua.

 

Além disso, ele considera o avanço nas missões internacionais do setor moveleiro do oeste de Santa Catarina, promovendo a exportação e fortalecendo quem tem potencial para esse mercado. “Outro ganho positivo foi no trabalho de adequação das plantas das fábricas para que os menores comecem a sair do regionalismo e vislumbrem mercados em outros Estados”, comemora.

 

Divulgação

Diretoria eleita para a gestão 2015-2018

Diretoria eleita para a gestão 2015-2018

Leia mais
Simovale discutirá alteração na Convenção Coletiva
Setor moveleiro se mobiliza em ajuda a empresas de Xanxerê
Especial: Mapa da crise nos polos moveleiros

 

União faz a força
Batendo sempre na tecla da importância da união dos empresários do setor, o presidente do sindicado do setor madeira-móveis diz que está no planejamento da entidade promover ações que foquem mais do que o treinamento específico em demandas do setor, a educação formal das forças de trabalho da indústria.

Além disso, estuda-se um meio para que as empresas menores se unam para a compra de equipamentos de baixo custo, assim como de matéria-prima, insumos e outros componentes. “Mostra-se muito importante essa constante comunicação entre os empresários para que tenham subsídios para lidar com a questão do Custo Brasil, que tanto prejudicam o setor”.

Verona ainda considera que a maior proximidade que o sindicato do setor moveleiro conquistou com a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) e a Confederação Nacional das Indústrias (CNI), estará na pauta a luta pela desoneração das folha de pagamento e a da ampliação do simples nacional junta a essas entidades. Ele acredita que essa aproximação também permite obter com mais rapidez informações sobre decisões que afetam a produção e os custos industriais.

Entidade
A Amoesc e o Simovale representam 86 municípios que possuem, aproximadamente, 1.200 indústrias do setor moveleiro, além de empresas de outros segmentos ligados à cadeia madeira-móveis.

Os empresários eleitos para comandar a entidade são: presidente executivo Osni Carlos Verona, vice-presidente executivo Waldemar Antonio Schmitz, diretor financeiro Ilseo Rafaelli e os diretores Leonel Felipe Beckert, Giovani Mauricio Cella, Nivaldo Lazaron Junior, Etelmir Buffon, Cleuza Maria Tozzo de Marco e Gerson Bertoldi.

Como membros do Conselho Fiscal foram eleitos os empresários Odinei Antonio Cavasotto, Adir Luiz Kist, Geraldo Knakiewicz, Rogério Rodrigo Broch, Araldo Antonio Beckert e Fanoel Verona. Como delegados representantes estão Osni Carlos Verona e Waldemar Antonio Schmitz.

 

Exportação
A aproximação com a Fiesc ainda ganha reforço nas ações em prol das indústrias com potencial exportador do setor moveleiro de Santa Catarina. Com o programa do Plano de Ação Setorial, o sindicado e a federação vão promover seis atividades complementares que envolvem capacitação; estudos e inteligência comercial; encontros de negócios; missões prospectivas e prospecção de conhecimento. Para o Verona, o programa aliado às ações de produtividade previstas para o ano vão permitir boas prospecções de mercado.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile

Acompanhe o emobile nas redes sociais

Linkedin
Facebook