Projeção de inflação sobe e estimativa de crescimento cai

Previsão de crescimento do PIB para 2015 foi para 0,13%, contra 0,38% no levantamento anterior

Publicado em 26 de janeiro de 2015 | 11:28 |Por: Marina Gallucci

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Divulgação Banco Central

O BC elevou a Selic pela terceira vez seguida na semana passada, a 12,25% ao ano, e sinalizou nova alta no curto prazo, mas deixou em aberto o ritmo que poderá imprimir

Os investidores e analistas do mercado financeiro continuam vendo a inflação resistente em 2015. A projeção de fechamento do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para este ano disparou para 6,99%, a quarta alta consecutiva, o que acontece após o anúncio de aumentos de impostos. O aumento acompanha a queda na estimativa de crescimento da economia, de 0,38% para 0,13%.

Os dados do boletim Focus, divulgado hoje (26) pelo Banco Central (BC), também mostram que o levantamento da última semana voltou a elevar a estimativa para os preços administrados, que sofrem algum tipo de influência do governo.

Leia mais:
Atividade industrial volta a cair
Confiança do empresário inicia ano em baixa
Intenção de consumo sugere cautela

De 8,2%, a projeção passou a 8,7%. Com relação à taxa básica de juros, a Selic, a previsão para 2015 permanece em 12,5% ao ano. Em reunião na última quarta-feira (21), o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC decidiu elevar a Selic em 0,5 ponto percentual, de 11,75% para 12,5% ao ano.

A projeção de câmbio foi mantida em R$ 2,80. A estimativa da dívida líquida do setor público ficou em 37% do Produto Interno Bruto (PIB, a soma dos bens e serviços produzidos no país). A projeção do déficit em conta-corrente, que mede a qualidade das contas externas, seguiu em US$ 78 bilhões.

O saldo projetado para a balança comercial caiu de US$ 5 bilhões para US$ 4,5 bilhões. Os investimentos estrangeiros estimados passaram de US$ 58,2 bilhões ao patamar de US$ 60 bilhões das projeções anteriores. A previsão de crescimento da produção industrial caiu de 0,71% para 0,69%.

O Focus é uma pesquisa semanal do Banco Central, e as estimativas divulgadas hoje são avaliações feitas por instituições financeiras na semana passada.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile