Com a maior alta desde 2012, produção de móveis cresce 4,6%

Indústria moveleira volta a crescer após três anos de retração

Publicado em 1 de fevereiro de 2018 | 12:19 |Por: Luis Antônio Hangai

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A produção de móveis no Brasil fechou 2017 com crescimento de 4,6% no acumulado do ano, segundo a Pesquisa Industrial Mensal da Produção Física (PIM-PF), divulgada nesta quinta-feira (1) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esta é a maior evolução registrada desde 2012, quando o setor industrial moveleiro apresentou alta de 5,7%.

– Pesquisa aponta melhoria no desempenho do mercado de móveis

Os dados indicam a retomada de fôlego da indústria de mobiliário. Nos últimos anos, a produção acumulada de móveis apresentou subsequente quedas ou, no máximo, um tímido crescimento: foram baixas de 10,1% em 2016, 13,8% em 2015 e 7,3% em 2014. A única alta registrada, de 1,7%, ocorreu em 2013.

Gráfico 1 - Produção de móveis


Produção de móveis acelerou a partir do segundo semestre

A indústria moveleira começou 2017 desacelerada, apresentando quedas até o mês de julho no acumulado do ano em comparação com o mesmo período do ano anterior. Mas em agosto, com crescimento de 0,6% deu-se início uma recuperação progressiva. As taxas foram de 1,6% em setembro, 3,4% em outubro, 4,4% em novembro, chegando aos 4,6% em dezembro.

Produção de móveis

A produção de móveis também se manteve acima da média brasileira. A indústria de modo geral, contando todos os setores sondados, encerrou o ano com crescimento acumulado de 2,5% em comparação com o ano anterior.

Melhor desempenho em relação aos meses de 2016

Os indicadores do setor moveleiro apontam um desempenho mensal superior a quase todos os meses iguais do ano anterior. Em dezembro de 2017 o aumento da produtividade foi de 6,9% em relação dezembro de 2016. Essa foi a oitava taxa positiva consecutiva na comparação com o mesmo mês do ano anterior, sendo que em novembro a evolução foi de 13,6% e em outubro, o recorde do ano, o avanço chegou a 18,3%.

Produção de móveis

Aumento da produtividade no ano

No comparativo com o mês imediatamente anterior, a produção de móveis em dezembro de 2017 cresceu 3% diante de novembro. A taxa fica atrás somente de julho ante junho (8,5%), abril ante março (11,2%) e fevereiro ante janeiro (5,4%)

Produção de móveis


Os comentários estão desativados.

eMobile