Produção da indústria moveleira registra alta em junho

A produção industrial nacional apresenta estabilidade após dois meses de crescimento

Publicado em 1 de agosto de 2017 | 17:32 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

A produção da indústria moveleira registrou crescimento de 1,5% em junho em relação ao mês imediatamente anterior na série com ajuste sazonal, segundo a Pesquisa Industrial Mensal da Produção Física (PIM-PF) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em comparação a junho de 2016, a produção aumentou 0,6%.

No primeiro semestre do ano, a produção da indústria moveleira teve queda de 5,8%. No acumulado do ano, em igual período ao ano anterior, a produção do mercado moveleiro teve queda de 4,4%. Já no acumulado dos últimos doze meses, a diminuição foi de 5,2%.

Indústria geral
Em junho de 2017, a produção industrial nacional mostrou variação nula (0,0%) frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências sazonais, após dois meses consecutivos de crescimento na produção, período em que acumulou ganho de 2,5%.

Divulgação Kappesberg

produção da indústria moveleira

A produção da indústria moveleira registrou resultados positivos

A série sem ajuste sazonal, no confronto com igual mês do ano anterior, o total da indústria apontou expansão de 0,5% em junho de 2017, segundo resultado positivo consecutivo, mas menos intenso do que o verificado no mês anterior (4,1%).

No índice acumulado nos seis primeiros meses de 2017, o setor industrial acumulou acréscimo de 0,5%. A taxa anualizada, indicador acumulado nos últimos doze meses, com o recuo de 1,9% em junho de 2017, prosseguiu com a redução no ritmo de queda iniciada em junho de 2016 (-9,7%).

Exportações
As exportações de móveis brasileiras cresceram no primeiro semestre de 2017 e tendem a evoluir até o final do ano. No acumulado de janeiro a junho, o montante ficou em US$ 301,40 milhões, o que representa alta de 6,2% em relação ao mesmo período de 2016. Em âmbito nacional, em junho, o setor moveleiro somou US$ 51,8 milhões, frente aos US$ 57 milhões alcançados em maio.

Consumo de painéis de madeira registra queda no primeiro semestre

De acordo com os dados do Iemi, desenvolvidos com base nas informações do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), os países destino das exportações brasileiras são Estados Unidos (25,3%), Argentina (10,6%), Reino Unido (9,8%), Peru (7,3%) e Uruguai (7,2%).

No Rio Grande do Sul, junho apresentou queda de 6,8%, chegando a US$ 14,2 milhões. Em maio, foi de US$ 15,2 milhões. Santa Catarina continua liderando o ranking nacional dos estados que mais exportaram, com 36,3%. O Rio Grande do Sul permaneceu em segundo lugar, com 27,5%, seguido pelo Paraná, 16,2%, São Paulo, 12,7%, e Minas Gerais, 2,9%.


Os comentários estão desativados.

eMobile

Acompanhe o emobile nas redes sociais

Linkedin
Facebook