Presidente do Intersind anuncia objetivos do sindicato durante posse

Áureo Calçado Barbosa segue como presidente do Intersind e tem como meta que o polo moveleiro de Ubá seja o mais expressivo do País até 2022

Publicado em 14 de janeiro de 2019 | 11:12 |Por: Thiago Rodrigo Pereira da Silva

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Na última sexta-feira (11/01), o presidente do Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Mobiliário de Ubá (Intersind), Áureo Calçado Barbosa foi empossado para mais três anos como presidente da entidade do polo moveleiro de Ubá. Barbosa comandará o Intersind no próximo triênio (2019-2021), enquanto o diretor da Lopas, Carlos Augusto Paschoalino Lopes é o vice-presidente.

Na solenidade, Barbosa ressaltou a qualidade da indústria moveleira local que teve muitas empresas vencedoras do Prêmio Top Móbile. “São as marcas mais lembradas do país e em 2017, as nossas indústrias vem se destacando no cenário nacional. Cerca de 30% dos prêmios brasileiros vem para Ubá. Então, é mais um motivo de orgulho para nós”, enalteceu.

Divulgação Intersind

Intersind - Polo moveleiro de Ubá

Aureo Calçado Barbosa presideite reeleito do Intersind

Além dos diversos cargos que compõem a estrutura do sindicato, o Intersind também conta com uma assessoria jurídica tributária e de relações humanas, uma consultoria ambiental, além de fortalecer a comunicação dom associados e com o mercado. “Essa é a nova organização atual”, disse o presidente. Ele também lembrou que o mercado estagnado é um motivo de esperança para o polo ter melhores resultados neste ano de 2019. Barbosa também deseja que o polo experimente mais ações de exportação dos móveis, como já fora há alguns anos.

O Intersind também terá um centro de inteligência no qual um dos primeiros projeto é construir um memorial que resgatará toda a história do polo moveleiro de Ubá, além de sonhar com um novo centro industrial. “Estamos tocando isso com o governo de Minas Gerais e acreditamos que dois ou três centros industriais, com competência e agilidade de produtos, possamos fazer que outras empresas consigam crescer de maneira sustentável e ambientalmente correta. Esse é o nosso sonho”, acrescenta Barbosa.

Divulgação Intersind

Intersind - Polo moveleiro de Ubá

Aurélio Marangon presidente da Fiemg Regional Zona da Mata

Barbosa afirmou que o polo está caminhando para a Indústria 4.0 e também está atento às tendências que afetam a produção de móveis. “Nossas indústrias estão bastante automatizadas. Queremos estimular o surgimento de outras indústrias no centro industrial que queremos criar, gerando mais empregos. E estamos ligados ao que pode ser a casa do futuro, que define como deve ser o móvel hoje”.

Divulgação Intersind

Intersind - Polo moveleiro de Ubá

Flávio Roscoe presidente da Fiemg

Com relação ao futuro do setor moveleiro, Áureo Calçado espera que se mantenham no mercado empresas que tenham foco em produto de qualidade, atendimento pós-venda, que crie inovação tecnológica, que gere criatividade, diferenciações, otimização de processos produtivos, melhores eficácias do consumo energético e, sobretudo, atenda as políticas fiscais e ambiental.

– Maristela Cusin Longhi assume a presidência da Abimóvel

Outro objetivo segundo o presidente do Intersind, é trabalhar junto com o governo e a Fiemg para valorizar o Senai local e também gerar energia elétrica a partir do resíduo. “O secretário do meio ambiente está ciente do projeto e temos a esperança muito grande disso andar de forma acelerada em breve”, contou.

O novo governo também foi assunto durante a posse do presidente reeleito. “Vamos ver qual será a postura do novo governo. Felizmente, pelo que me parece e estamos acompanhando nas mídias sociais, melhor não poderia ser. Estamos com esperança muito grande que nosso futuro será muito grande em breve. O que precisa é o conceito de união, temos que estar sincronizado e unidos no mesmo espírito de mudar nosso comportamento porque o governo sozinho não faz nada”, destacou.

Polo moveleiro de Ubá

Também foi comentado por Barbosa durante a posse a possibilidade de transformar o polo moveleiro de Ubá em patrimônio histórico cultural da indústria do mobiliário de Minas Gerais. “Queremos isso junto com a Associação Comercial de Ubá, fazendo com que o comércio de Ubá funcione depois das 18 horas, estimulando o turismo da cidade. Somos uma cidade industrial, mas tenho um sonho de tentar mudar esse conceito”, revelou.

O Intersind foi criado em 1986 com a união de 20 empresários do polo moveleiro de Ubá. Com intuito de organizar e melhorar o setor moveleiro da região, criaram a Associação dos Fabricantes de Móveis de Ubá. Em 1989, criaram o Sindicato Intermunicipal das Indústrias de Marcenaria de Ubá para promover o crescimento produtivo e tornar a cidade um polo fabricante de móveis.

Divulgação Intersind

Intersind - Polo moveleiro de Ubá

Cerimônia de posse diretoria Intersind 2019-2021


Os comentários estão desativados.

eMobile