Pesquisa na internet auxilia compradores de colchões

Exposição dos produtos na internet fornece informações preliminares aos consumidores de colchões e gera segurança na hora da compra

Publicado em 24 de Fevereiro de 2017 | 16:42 |Por: Paulinne Giffhorn

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

Atualmente, um dos caminhos mais comuns percorridos pelos clientes quando pensam em comprar algo é este: entrar na internet, acessar um buscador e procurar mais informações sobre o produto em que estão interessados. Para o consumidor de colchões, o caminho não é diferente. Uma pesquisa realizada pelo Iemi – Inteligência de Mercado mostra que mais da metade (58,7%) dos consumidores brasileiros de colchões pesquisam na internet antes de realizar uma compra. A exposição dos produtos na web fornece informações preliminares aos consumidores e gera objetividade e segurança na hora da compra.

Após a pesquisa, 83% dos participantes foram a uma loja física para conhecer melhor e experimentar o produto, antes da compra. Ao final deste processo, apenas 12% optaram por comprar em uma loja virtual, enquanto que a maioria dos consumidores acabou optando por comprar na loja física (86%).

Colchões

Canal loja física
Dentre os pesquisados, 86,6% dos consumidores afirmaram que já conheciam a loja física na qual realizaram a última compra. Já 72,7% informaram já haver comprado na mesma loja anteriormente e 27,3% afirmaram que foi a primeira vez que compraram nessa loja. Mais de 59% dos consumidores sempre reparam nas vitrines antes de entrar em uma loja. Dos que sempre reparam na vitrine, 60,1% são mulheres, 64,7% dos consumidores têm mais de 55 anos e 64,9% dos pesquisados estão nas regiões Norte/Centro-Oeste.

Fidelidade
Um ponto incomum também foi observado pela pesquisa: são os homens que apresentam a maior motivação em relação à qualidade (46,2%) e também são os mais fiéis quando de trata de uma marca famosa (20,4%).

Leia mais
Consumidores optam por cama-box
Novas normas da Abicol
Iemi incentiva exportar brasilidade

Esta fidelidade é reforçada entre os homens, quando se verifica que 63,2% deles estariam dispostos a pagar um valor mais alto por uma determinada marca. Entre os consumidores cuja maior motivação é o preço dos produtos, percebe-se uma maior concentração entre os jovens, em especial, os da faixa etária entre 18 e 24 anos (52%). Já entre os consumidores que são mais sensíveis à qualidade dos produtos, a maioria tem idade superior a 55 anos (57,5%).

Os principais motivos que impulsionam a escolha da marca são o preço do produto (47,2%), a qualidade (43,3%) e o conforto (36,3%), apontados por homens e mulheres.

Untitled-3

Metodologia
A amostra pesquisada foi constituída por pessoas de ambos os sexos, com idade acima de 18 anos, de todas as classes sociais, de todo o País. Ao todo, participaram voluntariamente da pesquisa 1.253 consumidores de colchões. O universo de pesquisados proporciona uma excelente cobertura amostral e garante ótima representatividade aos resultados.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile