Painel Eco selo apresenta resultados das empresas com gestão sustentável

65 empresas fazem parte do projeto Eco selo em Arapongas

Publicado em 22 de setembro de 2017 | 16:55 |Por: Érica da Costa Diniz

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInEmail this to someone

No segundo e último dia o 8º Congresso Nacional Moveleiro, o painel “Eco Selo — Sucesso do Polo Moveleiro de Arapongas”, contou com a participação do gerente regional Norte do Sebrae PR, Julio Rodrigues, o diretor da I9 Gestão Consultoria e Treinamento, Cleverson Forato, e do vice-presidente do Centro Tecnológico de Efluentes e Resíduos, Irineu Borrasca.

O projeto é realizado nas empresas que solicitam a participação, e um agente técnico do Centro tecnológico de efluentes e resíduos (Cetec) realiza uma visita e emite um relatório com o diagnóstico do que é necessário para que o empresário fique alinhado com medidas ambientalmente corretas.

Pedro Almeida

eco selo

Eco Selo: A iniciativa teve início no polo moveleiro de Arapongas (PR)

Rodrigues explicou durante a palestra que o Eco selo é um sucesso no polo moveleiro de Arapongas. “É uma ferramenta de sustentabilidade do polo que pode ser estendida para o mercado nacional”, pontua. “O projeto iniciou com 20 empresas, atualmente são 65, antes as empresas tinham 56% de conformidade ambiental, atualmente são 86%, apenas com as orientações do projeto, que é gratuito”, informa o profissional.

As empresas são classificadas como diamante, ouro, prata e bronze, a pontuação do nível de conformidade é atualizada a cada auditoria de manutenção, realizada anualmente. Devido a periodicidade ser anual, permite que as empresas tenham uma maior facilidade para alinharem seus processos.

“O Eco selo veio da necessidade de ampliação e melhoria das industrias, o Cetec ia até as fábricas e dava as devidas orientações de como deveria ser a separação, não era apenas para cumprir as exigências, mas também visando a certificação” completa o gerente.

A partir do projeto e das orientações necessárias o empresário consegue ter as devidas informações para melhor gestão ambiental do seu negócio, que incluem a gestão de resíduos, luz natural, reaproveitamento de água, monitoramento de emissões atmosféricas, ruído ambiental limítrofe, entre outros.

“O Eco selo para nós é uma ferramenta de internalização e desenvolvimento de uma política de sustentabilidade e gestão”, comentou Borrasca durante o evento. Para ele, as principais tendências para o setor moveleiro em sustentabilidade são: tecnologia limpa, implementação de tecnologias com baixa nível de resíduos e menor consumo de energia; logística reversa; sustentabilidade na gestão econômica, social e ambiental; contrapartida governamental.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

eMobile